Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Quarta-feira, 12 de julho de 2017
NÃO ESTAMOS MAIS SEGUROS

As redes sociais representam um avanço extraordinário nas comunicações, proporcionando uma maior interação entre as pessoas e instituições. Esse benefício deve ser usado com cautela, a final a Internet está para servir a vários propósitos, dependendo de quem a manipula.

Conectando-se a quaisquer dos canais que integram as redes sociais – cujo número continua aumentando e propondo inovações -, vemos internautas desavisados e até inocentes falando de suas intimidades como se estivessem em um confessionário ou dialogando consigo.

A Psicologia ensina que temos a obrigação de distinguir a nossa imagem - aquela que levamos ao público anônimo, às pessoas mais chegadas, aos amigos – daquela que espelha nossa personalidade, o EU que conhecemos profundamente e guarda segredos que às vezes não revelamos nem aos mais íntimos.

Afinal, como o próprio nome dá a entender, SEGREDO é aquilo que não pode ser revelado. No entanto, é o que mais vemos nas redes sociais. É notório que só as pessoas mais íntimas, mais chegadas e do nosso restrito relacionamento conhecem – superficialmente – a nossa personalidade.

Logo, é inadmissível que amigos ou pessoas tenham acesso aos meandros da nossa personalidade. Tenha a chave dos nossos segredos e entre um bate-papo e outro vá se assenhoreando e dominando as particularidades que a integram. Não estamos mais seguros!

Aos incautos, inocentes, sem maldades e indefesos egressos do mundo real, fica o recado: a Internet ampliou horizontes, aproximou pessoas, tornou esse planeta uma aldeia global como previa Marshal McLuhan – destacado educador, intelectual, filósofo e teórico da comunicação canadense, falecido em 1980. No entanto, esses avanços têm um preço alto para àqueles que se aventuram pelos seus inúmeros canais de acesso.

0
0
0
s2smodern

logo new