Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Domingo, 12 de agosto de 2018
PAI, NÃO POSSO ESQUECER

Pai, não é por ser uma data específica que aproveito para escrever um pouco das minhas lembranças, desde que me tornei consciente da minha existência. Essa data, como tantas outras são apenas imposta pelo mercantilismo, coisa comum no mundo atual. Entretanto, estamos tratando de sentimentos, de amor, de carinho, de dedicação para conduzir filhos ao mundo futuro, para propagar a boa semente da educação doméstica.

Pai, você sempre esteve certo. Muito severo, correto, exigente, protetor na condução da nossa família. Aos modos de antigamente, você sempre foi o esteio da casa, agindo sempre com muita dedicação e seriedade, além de ser um profissional muito dedicado, cuidando com zelo da sua pequena indústria de panificação, que em nosso pequeno reduto, era uma referência.

Você, mesmo não sendo um homem dedicado à leitura, na produção do seu trabalho, base de sustentação da família. Apegava-se aos números para driblar crises econômicas e com isso ensinando aos filhos e a mulher o caminho melhor a ser seguido. O esforço de todos nós, estimulados por você, dava maior liquidez aos negócios e assim seguíamos em frente escapando de qualquer crise.

Você sabia que a soma de todos os nossos esforços seria compensador mais adiante e assim multiplicávamos nossas ações subtraindo o que nos causava prejuízo, para no futuro podermos dividir as benesses oriundas do trabalho comandado por você. Você foi fantástico. Que seu caminho seja de muita luz e paz, pois cumpriu a sua grande missão com galhardia, o que nos deixa todos orgulhosos.

Hoje quando cresci e comecei a encarrar o mundo, comecei a notar o quanto você estava certo. O seu carinho para conosco era bastante velado, no entanto as lições de vida eram claras, estimulantes. A educação doméstica sempre mereceu o seu melhor cuidado reforçado pelo lado prático e religioso. Com isso, pai, você nos ensinou o que é RESPEITO e GRATIDÃO.

Lembro claramente quando você dizia: “Se vocês querem ser gente de respeito tenham vergonha na cara e freio na língua”, lição espetacular que sempre tratei de transmitir a todos os meus descendentes. São coisas que não posso esquecer, afinal elas me impulsionam para o aprimoramento do caráter e da personalidade para melhor encarar o mundo de hoje.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down