Marinez Andrade

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Quinta-feira, 9 de novembro de 2017
Você sabe quais são os diferentes estágios do sono?

Embora possamos pensar que há noites em que não sonhamos, nosso cérebro pode passar por 6 estágios do sono nos quais produzimos imagens mentais. 

O sono é um processo fisiológico de que o corpo precisa constantemente para reabastecer suas energias esgotadas durante o dia, bem como para realizar algumas ações internas próprias do organismo para o seu bom funcionamento. No entanto, esse processo vai passando por fases e estágios, que são vitais para um sono de qualidade e sem distrações que nos permita que o corpo descanse totalmente.

Às vezes, os estágios do sono podem ser afetados por fatores fora do corpo, como:

• Consumo de cigarro
• Consumo excessivo de café
• Alcoolismo
• Ansiedade
• Estresse

Como reconhecer um corpo que está entrando em um estado de sono?

o manter os olhos fechados, as oscilações elétricas podem ser claras no eletroencefalograma (EEG) a um ritmo alfa de 8-13 por segundo. Com a passagem dos minutos, vão se destacando mudanças que estão associadas a cada uma das etapas do sono, de acordo com a atividade cerebral. Como se dividem os estágios do sono?

Estágio 1

• Pertence ao estágio do sono leve. É um estado de sonolência breve, pois é nesse estágio que o cérebro entra e sai do sono, além de ser muito fácil de acordar.
• No estágio 1, os olhos têm movimentos rápidos, esse processo é conhecido como sono MOR ou REM (movimentos rápidos dos olhos) enquanto os músculos estão relaxando.
• A pessoa é capaz de perceber estímulos auditivos e sensoriais, sendo pouco ou nada restaurador, porque é um estágio de descanso mínimo.
• Além disso, ao longo desta esta etapa encontram-se as contrações musculares repentinas.
É por isso que às vezes podemos notar a sensação de sofrer uma queda súbita: é a percepção de entrar na profundidade do estágio 1, para passar em poucos minutos para o estágio 2 do sonho.

Estágio 2

• Na segunda fase do sono, identifica-se um padrão em que os movimentos dos olhos vão parando, enquanto as ondas cerebrais dinâmicas estão diminuindo, deixando apenas uma única atividade de ondas cerebrais rápidas.
• A atividade cerebral conhecida como fusos do sono aparece no EEG. Além das ondas lentas, elas representam o momento em que a temperatura corporal, a frequência cardíaca e respiratória começam a diminuir progressivamente.
• Nesta fase, o sistema nervoso bloqueia os estímulos sensoriais, por isso é quase impossível receber informações de fora.
• Assim, esta fase se torna uma parte reparadora do sono, embora em proporções mínimas.

Estágio 3

• Nesta fase do sono a pessoa começa a ter ondas de dinâmica cerebral muito mais lentas do que na fase anterior.
São ondas delta, que são intercaladas com ondas rápidas, mas menores.
• É uma parte do sono profundo em que a pessoa geralmente permanece por 2 ou 3 minutos sem movimentos oculares, ou seja, sono não-REM, sendo difícil de acordar.
• O bloqueio dos estímulos sensoriais é intensificado. No caso de a pessoa acordar nesta fase, ela se sentirá desorientada e confusa.
Neste período, não há sonhos de imagem, a pressão arterial diminui e o hormônio do crescimento vai aumentando.

Estágio 4

• É um estágio guiado quase exclusivamente por ondas delta. É o intenso sono profundo, e é muito mais difícil despertar estas pessoas.
• Não há atividade de movimentos oculares ou tônus musculares. Geralmente, neste sono, as crianças costumam molhar a cama, caminham dormindo ou experimentam terrores noturnos.
• Isto acontece dentro dos estágios do sono muito lento, geralmente dura aproximadamente 20 minutos e os sonhos não ocorrem.

No entanto, é a etapa que nos ajuda a saber se o sono foi reparador ou não. Quantos ciclos dos estágios do sono ocorrem em uma noite? As pessoas costumam dormir variando entre o sono não-REM e o sono REM em períodos que vão de 70 a 100 minutos. O sono REM pode durar de 5 a 30 minutos, e o resto pertence ao não-REM. Ambos os ciclos são geralmente repetidos a cada hora em meia durante a noite, e podemos alcançar entre 4 e 6 ciclos de sono REM.

9 alimentos ricos em melatonina para melhorar a qualidade do sono
A melatonina é um hormônio cujas funções são determinantes para o bem-estar físico e mental, e ajuda a melhorar a qualidade do sono.

0
0
0
s2smodern

logo new