peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Sábado, 22 de setembro de 2018
O ditador Maduro pede US$ 500 milhões à ONU para repatriar venezuelanos

Maduro recebeu Suely em Caracas e anunciou um plano maluco para repatriar os venezuelanos. Foto | Gov/RR

Essa estória contada por Suely Campos que venezuelanos serão levados até a fronteira, em Pacaraima, depois resgatados pelo Governo de lá, é pura lorota. A governadora foi ao país vizinho para propor um acordo no sentido de levar os venezuelanos de volta.

Mas ontem o ditador Nicolás Maduro – que recebeu Suely em Caracas na quinta, 20 - afirmou que vai pedir ajuda financeira no valor de US$ 500 milhões à Organização das Nações Unidas (ONU) para repatriar venezuelanos. Segundo ele, o dinheiro será utilizado para pagar o transporte dos imigrantes.

Durante programa de rádio Maduro convidou o alto representante da ONU para os imigrantes a visitar a Venezuela. "Eu o convido: venha a Venezuela, vou pedir que traga US$ 500 milhões. Todos os imigrantes que saíram da Venezuela, querem regressar."

Segundo dados oficiais do programa Plan Vuelta a la Patria (Plano Volta à Pátria, em tradução livre), foram repatriados 3.039, segundo o Governo, de um total de mais de 2 milhões que fugiram.

Somente em Roraima há mais de 50 mil venezuelanos vivendo nas ruas, em barracas de camping, em prédios públicos abandonados e nos abrigos do Exército. O plano de Suely é politiqueiro e tem o objetivo de melhorar o desempenho de sua candidatura, até aqui fraco e ameaçada de nem chegar ao 2º turno.

Ela própria [Suely]anunciou, depois que chegou de Caracas, que já tinha 100 venezuelanos alistados para o retorno na semana que vem. O difícil será convencer 50 mil ‘los hermanos’ a voltarem para um país que sequer tem comida a oferecer.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down