peronico

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Terça-feira, 10 de outubro de 2017
A ‘Musa do Congresso’ não faz quase nada na Câmara. Shéridan é um bom produto de mídia. E revela: ‘estou encalhadona’

Shéridan é a 'queridinha' da grande imprensa e sempre ganha espaços generosos em jornais e revistas de grande projeção.

Como parlamentar ela tem atuação pífia, baixíssima produtividade na Câmara Federal. Mas como produto de mídia a deputada federal Shéridan Stérfany (PSDB) é uma celebridade permanente nos tapetes verdes da Casa Legislativa, tem notável performance na grande imprensa e ganha espaços generosos nos veículos de projeção nacional de quem, aliás, ganhou o título de ‘Musa do Congresso’.

Agora Shéridan surge em nova historinha contada nas páginas do ‘jornalão’ carioca O Globo – uma das maiores publicações do país – inclusive com direito a um vídeo – para contar algumas lorotas de sua vida pessoal e o entre ócio e o pitoresco, ensina inclusive como se produzir para o dia a dia, lambuzando a cara de alguém com seus produtos de maquiagem, uma verdadeira patuscada.

No filme de quase 6 minutos de duração Shéridan abre o jogo, reclama de machismo na Câmara, fala que houve uma inversão de prioridades na reforma política, e que o financiamento das campanhas virou a parte mais importante. E ainda revela: "Estou encalhadona".

O GLOBO acompanhou um dia de trabalho da deputada que concilia a vida de mãe de uma adolescente e de uma criança com a correria da deputada no último dia de votação da reforma na Câmara. A relatora da proposta que ficou conhecida como PEC da Shéridan - que a partir do ano que vem cria uma cláusula de barreira e, nas eleições seguintes, põe fim às coligações partidárias - diz que está solteira, mas neste momento não está com foco na vida pessoal, e sim na política.

Ela conta, rindo, que seu nome tem como raiz o nome da mãe Éridan, que acrescentou um ‘Sh’ formando o da filha. E ainda adicionou outro nome próprio em seguida para compor Shéridan Estérfany.

À vontade em seu gabinete, a deputada mostra a tatuagem que fez no tornozelo reproduzindo o mapa de seu estado. Chamada de "gostosa" no plenário da Câmara, afirma que esta é uma forma de diminuir a mulher. Material adquirido: Fonte | O Globo.

0
0
0
s2smodern

logo new