peronico

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Sábado, 28 de outubro de 2017
Abates clandestinos são ‘detonados’ na Feira do Produtor. Tinha até frango de granja sendo vendido como ‘galinha caipira’

Os frangos eram abatidos e mergulhados em corante de cor amarela e depois vendidos como galinhas caipiras.

Uma operação contra o abate clandestino de aves foi realizada na manhã de ontem na Feira do Produto com o objetivo de remover pequenos negócios que vendiam principalmente galinha caipira. A ação foi coordenada pela Prefeitura de Boa Vista com apoio da Vigilância Sanitária, Receita Federal, Agência de Defesa Animal e da Emhur. Foram encontrados vários produtos e materiais em desconformidade com as normas sanitárias.

Barracas instaladas irregularmente na feira foram fechadas e destruídas e os abates todos irregulares desativados. A surpresa da ação ficou por conta da descoberta sobre a venda de galinhas caipiras adulteras. O chamado frango de granja eram mergulhadas em balde com corante para parecerem galinhas caipiras.

A Vigilância Sanitária encontrou balde com tinta amarela para colorir os frangos artificialmente, deixando o frango normal com ‘cara’ de caipira. A coloração dos frangos, segundo a Vigilância Sanitária, era feita para obter lucro maior, já que a galinha caipira custa mais caro e é a mais procurada pelos compradores.

A Prefeitura de Boa Vista determinou que o local só voltará a funcionar após as adequações nas estruturas físicas e equipamentos. As condições no local são absolutamente impróprias para o comércio que era realizado. Não tem higiene, é tudo muito sujo e as pessoas envolvidas não usam o equipamento adequado para este tipo de serviço.

A interdição de abatedouros artesanais por órgãos de fiscalização na área urbana foi determinada no início do ano e reflete um cenário negativo aos criadores e comerciantes que atuam com abate de frangos em feiras livres da Capital.

0
0
0
s2smodern

logo new