peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Quinta-feira, 5 de abril de 2018
Governo Federal planeja transferir até 18 mil venezuelanos de Roraima para outros estados

O gramado do estádio Ribeirão foi transformado em acampamento enquanto novos abrigos são preparados.

O governo federal começou a montar uma estratégia mais ousada para por fim a crise migratória que tumultua a vida do povo roraimense. Foi anunciado ontem um plano para transferir até 18 mil refugiados venezuelanos de Roraima para outros estados ainda este ano, no processo chamado de interiorização.

A Força Tarefa Humanitária calcula que 52 mil venezuelanos entraram no país até o início de março, por conta da crise humanitária na Venezuela. Por dia, cerca de 400 venezuelanos estão entrando no país, embora alguns voltem para a Venezuela após alguns dias.

Os primeiros venezuelanos transferidos começam a chegar em São Paulo, Manaus, Cuiabá e Campinas a partir de (5). Cerca de 300 são esperados em São Paulo, onde serão recebidos nos centros de acolhimento para moradores de rua em São Mateus, Santo Amaro, e na Missão Paz.

Em uma segunda fase, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis e Campo Grande também receberão venezuelanos. O objetivo é levar os migrantes para locais onde há maior oferta de emprego.

O Ministério da Defesa cancelou a construção do abrigo para 1.500 refugiados venezuelanos a 20 quilômetros de Pacaraima, diante da oposição de lideranças indígenas e da sociedade civil. O abrigo ficaria dentro de uma reserva indígena.

A solicitação da população local de Pacaraima era que o abrigo ficasse longe da área urbana. Mas, segundo o Coronel Evandro Lupchinski, assessor de imprensa da Força Tarefa Humanitária em Roraima, o local onde seria construído era muito afastado de tudo e não havia necessidade de um local tão grande, porque a maioria dos venezuelanos não fica em Pacaraima.

Agora, a força-tarefa pretende construir um abrigo para 500 pessoas em Pacaraima, na zona urbana, mas ainda não encontrou um local. Em Boa Vista, em vez de outro-mega abrigo de 1.500 pessoas, serão três para 500 pessoas. Com informações | Agências de notícias.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down