peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Quinta-feira, 28 de junho de 2018
Assembleia de Roraima não produz quase nada por falta de deputados nas sessões

Plenário vazio na Assembleia Legislativa. Tem sido essa a imagem das últimas semanas. Foto Expedito Peronnico

Os jornalistas que cobrem o dia a dia da Assembleia Legislativa de Roraima estão tomados por um tédio medonho ultimamente pela falta de infrutuosidade dos deputados, o que denota absoluta falta de compromisso com a função parlamentar.

A improdutividade nas sessões é o retrato da ausência de obrigação da maioria, porque as sessões estão sendo encerradas sem apreciação de matérias pela ausência de deputados na formação de quórum qualificado.

Deputados não estão comparecendo à Casa, e quando registram presença no Painel Eletrônico, saem em seguida, deixando clarividente a falta de compromisso com a sociedade e com o eleitorado.

O parlamentar tem a obrigação de participar das sessões ordinárias às terças, quartas, quintas. Por liberalidade, as sessões deliberativas ocorrem apenas entre 3 dias da semana e nem assim há quorum suficiente, fato verificado ontem quando sequer houve inscritos para os costumeiros pronunciamentos. O pior é que quem mata serviço não perde salário no contracheque, pois muitos registram presença e caem no mundo.

E o recesso do mês de julho – são mais 30 dias de férias para os eminentes parlamentares – começa na próxima semana sem que os 24 deputados tenham produzido algo de importante nesse 1º semestre de 2018.

O que precisa mudar na Assembleia de Roraima é a essência da ação parlamentar. Para se impor à sociedade, os parlamentares precisam trabalhar naquilo para o qual foram eleitos, isto é, no exercício parlamentar.

Se a maioria não vai ao Legislativo nem para votar, imagina esperar qualidade da produção. Um Parlamento assim não faz história, muito menos seus parlamentares.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down