peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Quarta-feira, 17 de outubro de 2018
O governo de Suely está morto. Só falta ‘enterrar’

Suely vai entregar para o sucessor um Estado dilacerado e com dívidas que inviabilizam qualquer gestão.

Estão mais que expostas as vísceras do governo falecido de Suely Campos. Passados 3 anos, 9 meses e 16 dias, Suely, seus secretários, admiradores e aduladores ainda se limitam a agir como os macaquinhos da charge: um tapou os olhos, outro cobriu a boca e outro enfiou os dedos nos ouvidos, todos fingindo que nada está acontecendo porque a prioridade parece ignorar o óbvio ululante, o fracasso da gestão dela e como consequência a infelicidade de muitos.

O governo de Suely anulou Roraima administrativamente. Ela não paga salários, não paga prestadores de serviços diversos, não repassa em dia o duodécimo dos poderes, retém o ICMS das prefeituras, faliu um punhado expressivo de empresas terceirizadas, não investiu no básico (educação, saúde, segurança, infraestrutura), não tem uma obra de referência, não fez nada pelo povo, ao contrário, entrega ao sucessor um punhado de problemas e um Estado insolvente.

Todos em Roraima, até os neófitos em administração pública, perceberam há tempo que o Estado faliu. Mas a trupe de Suely ignorou os fatos e empurrou o problema com a barriga, achando que conseguiria o improvável, um novo mandato para manter o projeto de poder, daí levou Roraima ainda mais para o fundo do poço.

Ai após a eleição no primeiro turno quando Suely obteve míseros 29 mil votos, todos caíram na real e perceberam que a lona do circo estava em chamas, e já não há mais como apagar as labaredas do fogo que virá com protestos, manifestações e asseverações diante da crise financeira onde o Governo não consegue honrar o fundamental, que é pagar salário de servidores.

Suely errou feio desde o princípio, porque deslumbrou-se com a efeméride do poder. Entupiu o Governo de parente, inchou a folha de pessoal com cargos comissionados – a maioria nomeada por apadrinhamento e por afinidade familiar – causando um rombo de magnitude absurda no caixa governamental que sempre esteve vazio na gestão dela.

Alguém precisa recuperar o bom senso em Roraima, e é muito bom que isso comece pelos dois candidatos que disputam o trono de Suely [Antônio Denarium e José de Anchieta Júnior]. O problema é que a situação do Governo é gravíssima. E nem milagres serão capazes de reparar a curto prazo os danos causados pela desastrosa gestão dos Silva Campos.

As consequências da má gestão de Suely serão graves para o futuro de Roraima. E já repercutem agora, nesse momento, com todo mundo protestando porque não recebe salários, e alguns não vêem a cor do dinheiro há meses. Vão crescer os protestos de teor mais político e com efeitos imprevisíveis.

Suely nunca compreendeu a natureza natimorta do seu governo. Fracassou em tudo, na recuperação econômica, na infraestrutura, fracassou em manter a ordem e fracassou na simples tarefa de ajustar a máquina e pelo menos tenta manter a locomotiva nos trilhos. Tentou mascarar a face de um Governo telhudo, com programas sociais absolutamente assistencialistas, que não deram certo.

Suely perdeu muito tempo lançando factoides sobre o passado e até hoje tenta esconder seus próprios erros atribuindo ao gestor anterior o fracasso pelos seus atos. O Governo de Suely morreu faz tempo. Nunca entendi porque ainda velam o defunto.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down