peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Sexta-feira, 23 de novembro de 2018
Fim do ‘Mais Médicos’ impacta na prestação de serviço de saúde pública em Boa Vista

Os médicos cubanos deixaram de atender em vários unidades de saúde do município, desde a quarta, 21

Após a saída de Cuba da cooperação do Programa Mais Médicos do Brasil, inicialmente o país inteiro sofrerá um desfalque no quadro de profissionais na atenção básica. Em Boa Vista, oito médicos cubanos deixaram de atender em unidades básicas de saúde na última quarta-feira, 21.

Enquanto a situação é contornada, a Prefeitura de Boa Vista se prepara para enfrentar o impacto na prestação de assistência médica para o público da capital, além de um possível aumento da demanda de atendimento que poderá ser redirecionada do interior do estado para a capital.

As unidades básicas que ficarão com desfalque de médicos são Raiar do Sol, Arminda Gomes - Jóquei Clube, Rubeldimar Azevedo - São Bento, São Vicente, Liberdade, Pr. Luciano Galdino - Centenário e Asa Branca.

Essas unidades continuarão com o acolhimento com classificação de risco e atendimentos prioritários, mas dentro do limite que garanta ao médico responsável o atendimento de qualidade. É importante destacar que a população desses bairros poderá ser redirecionada a outras unidades básicas da capital.

O novo edital nº 18, de 19 de novembro de 2018 para seleção de médicos para o novo programa, está disponível no Diário Oficial da União. As inscrições vão até o dia 25 de novembro. O prazo previsto para o início das atividades dos novos médicos é 03 de dezembro. Caso o número de vagas não seja preenchido, um novo edital será lançado dia 27 de novembro, direcionado para brasileiros formados no exterior e estrangeiros.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down