peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Terça-feira, 22 de janeiro de 2019
A farra das nomeações: Governo ‘engorda’ a folha de pessoal com milhares de cargos comissionados

Completados ontem exatos 21 dias de gestão [sem contar os 21 dias como interventor], o governador Antônio Denarium (PSFL) não sinalizou para algo que todo roraimense esperava: enxugar a máquina estatal, que no passado descarrilou por conta da sobrecarga na folha de pessoal e com o peso de gastos excessivos e sem proveito da sociedade.

Medida de contenção mesmo, até agora, só a extinção de suas secretarias extraordinárias inservíveis – Gabinete Institucional e Relações Internacionais. Mas a gordura se mantém agarrada no tecido governamental com milhares de nomeações para cargos comissionados, que ultrapassam os 2 mil.

As edições do Diário Oficial do Estado (DOE) têm exposto a ‘engorda’ da folha de servidores do Estado com publicações frequentes de centenas de servidores para cargos em comissão e funções gratificadas para todas as secretarias e órgãos do Estado.

Há inclusive um dado interessante para dimensionar a farra nas nomeações: enquanto a gestora anterior, Suely Campos, nomeou 666 servidores no mesmo período, Denarium já lotou mais de 1.500. Entre as secretarias que tiveram o maior número de contratações, a de Educação e Desporto (Seed) foi a que mais se destacou, com 320 nomeações. Na Secretaria de Estado do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes) foram 207.

As nomeações excessivas contradizem o discurso de Denarium, que ao assumir o Governo no dia 1 deste mês, afirmou cortar gastos e evitar nomeações desnecessárias, afim de equilibrar as contas públicas, seriam suas prioridades iniciais. Uma das medidas anunciadas foi a redução da folha de pessoal em 50%, com extinção de cargos e exonerações.

Os últimos atos de nomeações com a assinatura de Antônio de Denarium, estão nos diários oficiais dos dias 17 e 18 deste mês, onde trazem os nomes admitidos para a Procuradoria Geral, Polícia Civil, Secretaria da Fazenda, Justiça e Cidadania, Administração, Segurança Pública e Controladoria Geral.

LEIA mais

0
0
0
s2smodern

logo JRH down