jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Sábado, 9 de fevereiro de 2019
Denarium que reduzir para apenas 9 o número de secretarias estaduais.

Denarium quer enxugar a máquina com a extinção de secretarias.

A farra de secretarias permanentes e extraordinárias, que no Governo de Suely fez a festa de milhares de servidores, pois funcionavam como verdadeiros ‘cabides de empregos’, pode acabar pelas mãos de Antônio Denarium.

O governador anunciou que vai levar adiante uma reforma administrativa que prevê como prioridade o desmonte do número assombroso de secretarias e órgãos de governo, rebaixando das 37 existentes para apenas 9 mais a Casa Civil.

Há que se preservar secretarias fins como Saúde, Educação, Segurança Pública, Agricultura, Infraestrutura, Bem-Estar Social, Fazenda. Por outro lado aquelas pastas improdutivas como Índio, Cultura, Articulação Municipal, Justiça e Cidadania, Administração Codesaima, CER e mais as extraordinárias, têm que acabar mesmo, ou reduzidas a no máximo um departamento de outra.

Uma informação interessante – dita pelo próprio Denarium – que o projeto da reforma administrativa – brotará uma super-secretaria [que se chamará Secretaria de Produção] que vai juntar Femarh, Aderr, Iteraima, Codesaima e Iact.

Polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros terão um comando único, a cargo da Secretaria de Segurança Pública. Segundo Denarium essa medida visa “diminuir a máquina” e o objetivo a ser perseguido a justo a redução de pessoal e diminuição do custo da folha de pessoal, hoje o maior gargalo do Governo.

“Nós vamos ter o secretário geral que vai coordenar as demais secretarias, e esses secretários poderão ter status de secretário, mas salário de adjunto”, afirmou, acrescentando que a fusão deve resultar também no corte de cargos comissionados.

A reforma administrativa, tão urgente e necessária, terá que ser apressada e terá que passar pelo crivo dos deputados estaduais. A promessa do Governo é que até o dia 20 deste mês o projeto tomará o rumo do parlamento.

LEIA mais

0
0
0
s2smodern

logo JRH down