peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Sexta-feira, 5 de abril de 2019
Ailton Wanderley joga sujeira no ventilador: ‘Secretaria de Saúde está atolada num pântano’

O médico Ailton Rodrigues Wanderley deixou o comando da Secretaria Estadual de Saúde mas cuidou de expor às escâncaras todo o mau cheiro que exala das dependências da pasta. ‘Vomitou’ tudo em uma publicação que fez no seu perfil no Facebook, minutos depois de ter anunciado seu desligamento do governo de Antônio Denarium, na terça-feira à noite.

A publicação foi feita às 19 horas e vem precedida de uma narrativa filosófica que fala de leis, justiça e de muita corrupção. O resultado final: “O pântano se tornará praticamente inabitável. As riquezas fugirão sob as barbas gosmentas da justiça paquiderme, para outras nações”, diz o início do texto de Ailton para desembocar em denúncias gravíssimas de corrupção sistêmica no Sesau.

Ele diz que a Saúde Estadual está mergulhada num pântano e culpa a corrupção pelas mazelas, tratando-a como “um verdadeiro câncer, que destrói toda a sociedade e os seus valores morais”. – Não entrei na secretaria para agradar corruptos. Entrei nela para lutar pela dignidade do meu estado, que está morrendo sem saúde, sem educação, sem segurança e sem emprego”.

O médico anestesista revela ainda que a politização tomou impregnou-se na Saúde do Estado como carrapato. “Enquanto forem permitidas empresas de deputados estaduais, federais e senadores vendendo serviços dentro da secretaria, enquanto for permitida uma cooperativa distribuindo plantões a quem não trabalha, enquanto forem permitidas famílias com poder político vendendo serviços dentro da secretaria, enquanto forem permitidos médicos concursados vendendo serviços para a secretaria, enquanto for permitido judicializar procedimentos para beneficiar um grupo de pessoas, haverá corrupção no governo”.

E continua: “Só uma intervenção federal poderá resgatar um modelo que realmente cumpra o seu papel de prestar um serviço de qualidade na saúde à nossa população”.

A conclusão do ex-secretário é de que “o dinheiro da Saúde, nesse modelo, é usado para pagar folha de pessoal, clínicas e hospitais particulares, empresas terceirizadas e de prestação de serviço, e não sobra nada para investir no sistema público”.

A Secretária de Saúde também está mergulhada nesse pântano. Espero que a mensagem atinja àqueles que hesitam em pensar que podem continuar no mesmo modelo do quanto pior melhor. A política, quando gera corrupção na célula social, é um verdadeiro câncer que destrói toda a sociedade e os seus valores morais. Assim, com o barulho e a distração coletiva que isto causa entre defensores e acusadores, tudo transcorre na mais perfeita desordem”.

LEIA mais

0
0
0
s2smodern

logo JRH down