peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Quinta-feira, 11 de abril de 2019
Roubaram R$ 11 milhões da falida Codesaima em pleno período de intervenção

Já não bastasse o uso político da empresa e os custos milionários para a sua manutenção, a quase ‘falecida’ Companhia de Desenvolvimento de Roraima (Codesaima) virou caso de polícia por conta de desvio de dinheiro. Uma operação desencadeada ontem – batizada de Fox-1 – cumpriu 12 mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara de Entorpecente e Organizações Criminosas da Comarca de Boa Vista. Quatro deles foram cumpridos em Manaus.

O esquema de desvio pode ultrapassar R$ 11 milhões, conforme informou o delegado geral da Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso. Infelizmente os nomes dos envolvidos não foram divulgados. O mais inusitado é que todos os desmandos ocorreram justamente no período em que a Codesaima estava sob intervenção, comandada por um capitão da Polícia Militar de Roraima.

A Polícia apurou que licitações fraudulentas eram firmadas entre a companhia e empresas do Amazonas para execução de serviços em estradas, como terraplanagem. As firmas, lógico, não prestaram os serviços, mas emitiam as notas de fatura que eram devidamente atestadas e pagas.

“A investigação começou à época da intervenção federal no estado, quando o general Eduardo Pazuello [nomeado para a Secretaria da Fazenda] ordenou que fizéssemos auditoria nos órgãos do estado em busca de ilegalidades”, disse o delegado Herbert de Amorim

O delegado informou, no entanto, que os nomes dos envolvidos não seriam expostos para que as investigações não sejam prejudicadas. “Não podemos divulgar o nome dos envolvidos, mas alguns já se mostraram favorável a uma delação premiada. Outras operações podem ocorrer. A suspeita é de que R$ 11 milhões teriam sido desviados da Codesaima e temos de saber quem são esses culpados”, declarou.

O nome da operação (Fox) faz relação ao nome “raposa” em que, alusivamente, teriam colocado pessoas que deveriam cuidar e zelar de um órgão público, mas que fizeram o contrário.

LEIA mais

0
0
0
s2smodern

logo JRH down