peronico

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Sábado, 4 de maio de 2019
Neudo Campos ‘ganha’ mais dois anos de prisão: agora por falsificação de documentos

Não quer dizer muita coisa não, mas o ex-governador Neudo Campos acaba de ilustrar seu curriculum criminoso com mais 2 anos e 8 meses de prisão. A pena foi aplicada pela juíza Lena Leitão, da 1ª Zona Eleitoral de Roraima, porque Neudo, teria usado do cargo de presidente do Partido Progressista (PP) para beneficiar um candidato na eleição de 2014.

Neudo foi condenado com base no artigo 350 do Código Eleitoral, ou seja, teria falsificado informações em documentos do partido, segundo a Justiça Eleitoral.

“O motivo do crime é desfavorável ao acusado, pois a conduta era para beneficiar individualmente um candidato. As consequências do crime são comuns à espécie. As circunstâncias são desfavoráveis ao réu”, escreveu a juíza.

Recolhido em prisão domiciliar em sua bela e confortável residência na Praça da Bandeira, Neudo cumpre mais de 10 anos por ter sido condenado como o chefe do rumoroso ‘Escândalo dos Gafanhotos’, um esquema criminoso que gatunou mais de R$ 200 milhões dos cofres públicos no seu segundo mandato (1998/2002).

De acordo com o texto de condenação, ainda que Campos esteja preso por outros crimes, para este delito especificamente não houve prisão preventiva. A pena passou a contar a partir de sua publicação no Diário.

Além dos dois anos de prisão, o ex-governador foi condenado a pagar oito dias-multa, sendo 1/30 do salário mínimo para cada dia.

LEIA mais

0
0
0
s2smodern

logo JRH down