jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Domingo, 30 de junho de 2019
O descontrole migratório: venezuelanos voltam a ocupar a Praça Simon Bolívar

O Exército Brasileiro, com sua Operação Acolhida, está perdendo a batalha para o descontrole migratório. Acentua-se cada mais e rapidamente a ocupação por venezuelanos de prédios públicos abandonados, praças, calçadas de farmácias e supermercados e interior de agências bancárias.

E a culminância dessa crise está concentrada novamente na Praça Simon Bolívar, recentemente reformada e que foi o símbolo máximo dessa desordem. Ontem era possível verificar o amontoado de famílias inteiras que estão se abrigando no logradouro, debaixo de árvores e sobre os bancos.

O retorno dos refugiados à Praça é o sinal mais deplorável dessa crise que parece sem fim e danosa à vida do cidadão roraimense. Significa que já não há mais onde abrigar os venezuelanos, que chegam aos montes a Roraima, nos alojamentos destinados à eles em Boa Vista, resultando no povoamento de ruas e outras dependências da cidade por gente faminta, desamparada, largada a própria sorte e sem perspectiva alguma.

O descontrole migratório causa chagas que estão se tornando irreversíveis na estrutura pública, superlotando hospitais e postos de saúde, impactando no atendimento normal aos cidadãos locais, aumentando os índices de violência e ocasionando flagelo nas ruas.

Os venezuelanos estão transformando a paisagem urbanística de Boa Vista, deformando a imagem pública de uma das capitais mais formosas da região Norte. A degradação da capital roraimense é real e ultimamente eles se promovem autoflagelados nos cruzamentos da cidade, carregando aquelas placas improvisadas em papelão onde assumem a condição de fustigados, apelando dramaticamente que a fome é a razão daquela situação ‘comovente’.

O apelo fulgente, óbvio, comove pela situação humana de cada um, afinal de contas estão sendo expulsos da Pátria Natal por um regime dominador que tirou-lhes até a liberdade de viver em paz em suas próprias casas, apeados do berço por um tirano insensível e irresponsável que atolou o país em um lamaçal sem saída.

LEIA mais

0
0
0
s2smodern

logo JRH down