jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


peronico

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Quinta-feira, 25 de julho de 2019
Prisão de Yonni Pedroso por desvio de dinheiro público vira questão de prova na UFRR

A Universidade Federal de Roraima (UFR) apropriou-se de um recente caso de desvio de dinheiro público, envolvendo a deputada estadual Yonni Pedroso, na formulação de uma questão para o preenchimento de cargos de Assistente Administrativo, cuja prova foi aplicada no último dia 21 deste mês.

Yonni foi presa na Operação Zaragata em dezembro de 2019, pela Polícia Federal, por suspeita de participar de uma organização que desviou R$ 70 milhões dos cofres da Educação estadual, conforme as investigações.

O enunciado da questão traz o seguinte tema: Uma deputada estadual de Roraima que tomou posse em 2019, por força de uma liminar do Juiz Federal Helder Girão, foi acusada de desviar R$ 50 milhões transporte escolar.

Pregunta-se: qual seu nome e seu partido? As opções de resposta são:

(A) Batista Campos, do PT.
(B) Marcela Cunha, do PV.
(C) Sonia Cunha, do PT.
(D) Sueli dos Santos, do Solidariedade.
(E) Yonny Pedroso, do Solidariedade.

A questão relembra a Operação Zaragata que desmontou o esquema de corrupção e desvio de recursos do transporte escolar de Roraima. O marido de Yonni, José Wallace Barbosa da Silva, que ficou foragido por mais de um mês, acabou sendo preso em São Paulo, mas foi solto e responde o caso em liberdade.

O caso gerou revolta e contestação de Yonni que pediu anulação da questão, alegando que o conteúdo é calunioso e difamatório, e pediu a apuração e punição das pessoas responsáveis pela execução. Ela disse que o fato está completamente fora do contexto.

LEIA mais

0
0
0
s2smodern

logo JRH down