Quinta, 12 Dezembro 2019 13:09

UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL

Escrito por Kennedy Lacerda

Embora a posição geográfica de Roraima hoje conte muito mais contra do que a favor, principalmente por conta da sua fronteira com a Venezuela, que acabou causando uma enorme migração de venezuelanos e as constantes quedas de energia do linhão de Guri, o estado tem mostrado sinais visíveis de crescimento.

A jogada do governo federal em parceria com o governo do estado em fazer o leilão de energias alternativas, vai enfim acabar com um dos maiores entraves ao desenvolvimento do estado, vencedora do leilão a empresa Eneva, proprietária da usina de Jaguatirica II, fornecerá cerca de 120/MWh e essa é apenas a primeira de uma série de usinas de fontes renováveis que darão ao estado uma autossuficiência energética, limpa e confiável.

Segundo o secretário estadual de Planejamento Marcos Jorge, que brilhantemente lidera a equipe nesse projeto, o reflexo disso vai ser sentido diretamente no bolso do cidadão roraimense, que terá uma redução de cerca de 35% em sua conta de luz, sem contar a segurança dos empresários na instalação de fábricas e prédios comerciais.

Do outro lado e com a mesma importância, o senador Mecias de Jesus garantiu a aprovação da medida provisória - MP901 na Comissão mista destinada exclusivamente para analisar a transferência das terras da União para Roraima e Amapá, acabando definitivamente com mais esse entrave que atormentava não só os projetos do estado, mas também os empresários que ali desejavam investir.

Ainda há muito por se fazer para impulsionar o crescimento de Roraima, mas sem dúvida essas duas grandes medidas trarão em definitivo uma “luz” para o desenvolvimento do estado