Sábado, 11 Janeiro 2020 13:03

Ministro fará 'ronda diplomática' por mineração em terras indígenas em Roraima.

Escrito por Peronico

Depois de receber diplomatas europeus para falar sobre a exploração mineração em terras indígenas, principalmente no Estado de Roraima, onde estão as maiores concentrações minerais do país, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, deve conversar com representantes de outros blocos geopolíticos.

Os próximos encontros devem acontecer com representantes dos países asiáticos, africanos e das Américas Latina e do Norte. O ministro defendeu que “lideranças expressivas de mais de 600 comunidades indígenas” no país têm demandado “ações do governo junto ao Congresso Nacional para permitir a exploração das riquezas existentes em suas terras”.

Com mais de duas horas de duração, a primeira reunião, realizada ontem (9) com França, Suécia, Alemanha, Espanha, Portugal, Itália e Dinamarca, entre outros, foi considerada um sucesso. A ideia é “acalmar” os estrangeiros.

A reunião acontece após o presidente Bolsonaro ter afirmado, em meados de dezembro, que um projeto de lei que propõe a liberação do garimpo em terras indígenas estava pronto para ser enviado ao Congresso.

A Constituição brasileira define que a pesquisa e a lavra mineral em terras indígenas só podem ser efetivadas com autorização do Congresso Nacional, desde que ouvidas as comunidades afetadas e asseguradas a elas participação nos resultados. Fonte | Radar/Veja