Domingo, 01 Março 2020 13:33

SAÚDE NA UTI: Médica denuncia atraso nos salários e diz que “Governo é carrasco”.

Escrito por Peronico

A saúde pública estadual está na literalmente na UTI, todos sabemos. Há muito tempo o Governo de Roraima – e isso não é coisa de agora – não consegue ajustar a saúde aos níveis satisfatórios, prestando um bom serviço e de qualidade à população.

Mas o que poucos sabem é que os prestadores de serviços de saúde também estão em desgraça, pela situação de calamidade em que se encontra o setor e pela falta de pagamento de salários regularmente.

A médica Emília Alexandrino assumiu uma cruzada contra o caos na saúde do Estado. Ela vem denunciando há dias que os salários de médicos e servidores da Maternidade e do HGR, que são pagos pela Coopebras, está sempre atrasado.  Não receberam ainda janeiro e agora fevereiro entrou também pra lista do atraso.

“Esse Governo atual está sendo carrasco com os profissionais da saúde e com a Saúde da população! Cadê o fabuloso e milionário orçamento da saúde? Para onde vai está sendo destinado o dinheiro?, se queixa Emília em sua página no Facebook.

 Continuamos sem pagamento de salários da Coopebras. Tínhamos que pedir uma audiência pública, uma auditoria por empresa neutra e não comprada nas contas da Coopebras e na Sesau. Chega de tanto descaso, de tanta roubalheira. Trabalhamos muito. Estamos todos no limite. Cansados, exaustos, adoecendo.

Ele diz que muitos médicos estão procurando uma forma de ir embora de Roraima, porque aqui os profissionais médicos não são respeitados muito menos valorizados pelo Estado. “A Saúde de Roraima encontra-se na UTI”. diz a médica.

Ela denuncia que os hospitais e centros de Saúde estão sucateados, totalmente desabastecidos, fornecedores sem receber, há descumprimento de contratos, terceirizadas que prestam serviços de limpeza, segurança, serviços de manutenção sem receber salários, às vezes com 4 meses de atraso. “Falta tudo dentro das unidades de saúde”, diz.

– Faltam profissionais. Atrasos constantes de pagamentos dos médicos. Escalas cheias de “buracos “, desfalcadas, péssimas condições de trabalho. tudo exposto, às claras para quem quiser ver. Não estou aumentando nada! A população deve cobrar. Deve nos visitar, fotografar, expor na mídia. Este governo não vai nunca se envergonhar, pois não tem escrúpulos! Nada disso é prioridade para ele. Não irão se sensibilizar com mortes precoces de mães, fetos, recém-nascidos, crianças, adultos ou idosos. Mas o Governo precisa ser responsabilizado, penalizado! SOCORRO! SOCORRO! SOCORRO!!!