Sábado, 10 Setembro 2016 12:01

Noticia da Revista Veja sobre condenação não causa nenhum embaraço na campanha de Teresa

Escrito por

Sábado, 10 de setembro de 2016Notícia da Revista Veja sobre condenação

não causa nenhum embaraço na campanha de Teresa

 

Uma decisão monocrática, absolutamente administrativa. Não interpõe cisma nenhum na campanha da prefeita Teresa Surita. Não terá intromissão nenhuma na evolução da preferência eleitoral que já se formou. Teresa continua prefeita, elegível e com registro consagrado pela Justiça Eleitoral. E como cabe recurso nessa decisão da juíza Luzia Farias da Silva de Mendonça, da 4ª Vara da Justiça Federal de Roraima que condenou Teresa em juízo de 1º Grau, a campanha segue normalmente. O que vem atrás desse espetáculo midiático são só bazófias, presunções e o mexerico costumeiro principalmente dos seus adversários que agora estão vivendo momentos de exultação por conta da notícia que foi estampada na Revista Veja de ontem.

A manchete da revista, óbvio, causa certa convulsão e alguns distúrbios mentas nos adversários de Teresa, que até agora só enfeitaram suas campanhas com muitas potocas e promessas vãs. Porque se até então se ocupavam de apontar defeitos na administração da prefeita, ganharam um sopro, uma espécie de ‘plus’ para a continuidade na tarefa de tentar desconstruir a imagem positiva de Teresa que tem, segundo pesquisa do Ibope, a melhor avaliação entre todos os prefeitos de capitais do país e caminha a passos largos para ganhar a eleição – seu quinto mandato - já no primeiro turno, com 70% da preferência eleitoral.

A sentença da juíza que condenou Teresa por improbidade não alcança o universo eleitoral que se formou em torno dela. A forma apelativa de ontem que ‘viralizou’ e se fortificou nas redes sociais é vista com naturalidade pelo comitê de campanha da prefeita e notória para o momento. E como a sentença não possui efeito imediato e que já foi efetivamente rebatida com os recursos cabíveis, a candidatura de Teresa segue inalterada, claro, com algum incômodo. De resto o pessoal de Teresa e ela própria necessitam apenas apegar-se ao provérbio português que diz: “enquanto os cães ladram a caravana passa”. É um ditado muito popular que quer dizer, não ligue vá em frente.

Em nota encaminhada à imprensa local, a Assessoria Jurídica de Teresa Surita diz que a decisão da juíza já foi embargada, tendo em vista que não foi levado em conta a decisão do Tribunal de Contas da União.

A nota afirma ainda na nota que “essa questão já foi julgada pelos ministros do tribunal de contas da união, que inocentaram a Prefeita Teresa Surita, conforme acórdão nº 284/TCU proferido nos autos da Tomada de Contas Especial n. TC 031.248/2010/1 em 17 de outubro de 2012.

A defesa da prefeita acrescenta também “que não existe qualquer implicação na campanha de Teresa Surita, nem sobre qualquer resultado da atual eleição”.

 

LEIA mais
www.peronico.com.br