Quarta, 19 Outubro 2016 12:14

Equipes do governo federal desembarcam hoje em Boa Vista para investigar massacre

Escrito por

Quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Equipes do governo federal desembarcam

hoje em Boa Vista para investigar massacre

 

Após reunião com a governadora Suely Campos (PP) e parlamentares do estado, ontem (18), o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, anunciou medidas para conter a violência no sistema penitenciário e avaliar o fluxo de venezuelanos que cruzam a fronteira. A partir de hoje, equipes do governo federal já começam a desembarcar na capital Boa Vista e colocar em prática as respostas da União para a crise local. O Ministério da Justiça e Cidadania também irá acelerar liberação de recursos e agilizar a transferência de presos assim que a Justiça autorizar.

Uma equipe formada por integrantes do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) chega a Roraima hoje para trabalhar em um levantamento detalhado sobre dados prisionais. A ideia de Moraes é mapear os presos provisórios e, por meio de audiências de custódia, colocar em liberdade aqueles que não praticaram crimes com violência e grave ameaça.

“Não que eles não precisem ser punidos, mas não precisam estar provisoriamente na penitenciária. Eles podem responder em liberdade, com restrição de direito, como tornozeleiras eletrônicas, por exemplo”. Segundo o ministro, o Brasil tem hoje 630 mil presos, sendo que 40% são provisórios que não cometeram crimes violentos. Segundo dados da Secretaria de Justiça de Roraima, cerca de 50% dos 2,3 mil presos estão na mesma situação.

Outra decisão imediata anunciada pelo ministro será a liberação de cerca de R$ 2,2 milhões em equipamentos. Esse montante inclui itens de segurança para o Grupo de Intervenção Tática (GIT), agentes penitenciários e policiais. Serão enviados armas, capacetes, coletes a prova de balas, aparelhos de raio X e até viaturas. A maior parte desse material é legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

 

LEIA mais
www.peronico.com.br