Sexta, 02 Dezembro 2016 12:42

Venezuelanos pedintes são obrigados a dividir esmolas com marginais

Escrito por

Sexta, 2 de dezembro de 2016 

Venezuelanos pedintes são obrigados

a dividir esmolas com marginais

 

0212 India venezuelana pedindoHá um espectro criminoso e desumano nessa crise que alocou venezuelanos famintos nas ruas de Boa Vista, fugindo da crise instalada no país vizinhos pela incompetência do arremedo de tirano Nicolás Maduro. São homens, mulheres, crianças, velhinhos, todos condicionados a uma condição de miséria absoluta, buscando a sobrevivência por meio de doação de moedas e de pequenas quantias em dinheiro, coletadas em semáforos, calçadas e feiras livres da cidade.

No entanto não bastasse o sofrimento dessas pessoas, há uma espécie de comércio criminoso e desumano encetado igualmente por venezuelanos sem caráter que tomam o dinheiro arrecadado pelos mendicantes, denotando claramente que há aliciados e aliciadores entre aqueles que se evadiram para as ruas da capital roraimense na condição de refugiados.

A prova dessa forma ardilosa está contida em vídeo que se encontra ‘viralisado’ nas redes sociais, sobretudo no Facebook, onde marginais venezuelanos – uma espécie de intermediários, agenciador ou cafetão do negócio - obrigam que os velhinhos pedintes lhes repassem quase tudo do que foi coletado nas ruas da cidade, restando uma pequena parte como compensação pela arrecadação diária, algo absolutamente repugnante e abominável.

Portanto é cabível e necessário que esse caso seja investigado pela Polícia Federal, primeiro para constatar a legalidade ou não essas pessoas em território roraimense. Depois há que se convencer o boa-vistense que a doação de esmolas nas ruas só vai acentuar ainda mais o problema o problema e incentiva a vinda de mais pedintes.

Óbvio que somos compelidos mas não forçados a acudir os ‘hermanos’, mas não nos cabe a salvação de todos. O governo brasileiro tem que se manifestar e resolver o problema com acolhimento digno aos desamparados, adotado as medidas legais, administrativa, humanitárias e dignas e promover a erradicação dessas pessoas que perambulam pelas ruas de Boa Vista como almas em busca de caridade.

LEIA mais
www.peronico.com.br