×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 336
Segunda, 15 Maio 2017 10:10

Secretário manda derrubar o ‘favelão’ que abrigava presos na PAMC

Escrito por

Segunda-feira, 15 de maio de 2017
Secretário manda derrubar o ‘favelão’ que
abrigava presos na Penitenciária do Monte Cristo

1505 Coluna Peronico Reforma no PresidioFinalmente alguém de pulso firme capaz de enfrentar o crime organizado dentro da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo – PAMC. O secretário de Justiça e Cidadania, Ronan Marinho, nomeado na semana passada, mandou varrer uma favela que ocupava parte da área externa dos pavilhões e transferiu de lá os presos que ocupavam os barracos como se fosse suas residências em uma cidade de sem lei. A destruição dos barracos começou na noite de sábado e os 348 detentos que cumpriam pena nessa área do presídio foram levados para a Cadeia Pública durante a madrugada de ontem.

A favela existia ali há pelo menos 15 anos e nunca nesse período houve alguem com coragem suficiente para peitar a situação. Eram barracos e não celas, montados pelos próprios presos com materiais improvisados como lonas e até embalagens de marmitex. Foi nessa 'Ala da Cozinha' que diversos buracos, túneis, e até corpos já foram achados enterrados após um massacre deixar mais de 30 presos mortos na unidade.

Na avaliação de Marinho, os detentos que estavam cumprindo pena na 'favela' viviam em condições subumanas e que a existência do local "feria a dignidade dos presos". Ele afirmou que agora na Cadeia Pública onde a situação deles "é muito melhor".

"Aqueles presos estavam lá massacrados, subjugados. As condições eram as piores possíveis. Quer dizer, eles estavam sendo duplamente castigados, primeiro por estarem presos e depois por viverem em condições deletérias", declarou Marinho.

O secretário informou que a medida vai possibilitar a implementação do projeto de reforma da PAMC, a partir desta semana. Segundo ele “é possível fazermos gestão do sistema e nos tornamos uma referência, um modelo, um padrão".