×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 336
Segunda, 19 Junho 2017 15:06

deputado deve protocolar pedido de Impeachment da governadora de Roraima

Escrito por

Segunda-feira, 19 de junho de 2017
Momento político tumultuado: deputado deve protocolar
pedido de Impeachment da governadora de Roraima

Essa semana que se inicia hoje promete ser histórica na política roraimense. É que pela primeira vez desde que foi transformado em Estado, um ocupante do Palácio Senador Hélio Campos, a sede do Governo – batizado inicialmente de 31 de Março, que também foi chamado de Palácio da Fronteira – pode ter que enfrentar um processo de impedimento de mandado, o Impeachment, o instrumento que submete o chefe político do Estado a uma investigação que pode resultar ou não em afastamento do cargo.

O deputado Jorge Everton (PMDB) deve protocolar hoje ou amanhã na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Roraima um pedido para que a governadora Suely Campos (PP) seja afastada do cargo, baseado no que foi apurado em um ano de investigações na CPI do Sistema Prisional que teve relatório aprovado em plenário durante sessão tumultuada na quarta-feira (14).

O relatório de 217 páginas indica desvio de quantias vultosas na Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), pede o indiciamento dos ex-secretários Josué dos Santos Filho e Uziel de Castro Junior, de uma penca de servidores e empresários fornecedores do Governo e por último impõe à governadora a acusação de ter cometido crime de responsabilidade por não ter impedido o gasto irregulares e nem punido os envolvidos.

O pedido de impeachment se embasa em todas as investigações da CPI. Independentemente da aprovação do relatório, eu iria entrar com o pedido de afastamento dela por crime de responsabilidade. Se o processo de Impeachment for aberto pode levar até seis meses para que a governadora seja afastada ou não", diz Everton.