×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 336
Quarta, 28 Junho 2017 09:32

Jucá diz ser preciso aguardar “próximos capítulos” da denúncia contra Temer

Escrito por

Quarta-feira, 28 de junho de 2016
Crise no Governo: Jucá diz ser preciso aguardar
“próximos capítulos” da denúncia contra Temer

Enquanto o presidente Michel Temer fazia um pronunciamento atacando o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e rebatendo a denúncia apresentada contra ele, um grupo de cerca de trinta parlamentares, entre líderes e presidentes de partidos, estava reunido na casa do presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). A pauta oficial era a reforma política que o Congresso agora corre para aprovar a tempo de valer para as eleições do ano que vem. À saída, os poucos que falaram negaram que a situação de Temer tenha sido debatida.

Líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB), não quis entrar no mérito da denúncia, mas fez uma crítica velada ao fato de Janot ter decidido fatiar a denúncia, apresentando uma para cada crime.

— Não falamos de denúncia contra o presidente. Eu não vi a denúncia, soube que vai ser uma denúncia a prazo, nós vamos ter capítulos de denúncias, vai ser um seriado. Então, como eu assisto muita série, eu vou comentar só no final da série quando eu vir o capítulo final, que todos os dias têm capítulos novos. Então vou deixar para comentar apenas no fim da temporada", — ironizou.

O peemedebista avaliou que o discurso do presidente, proferido ontem a tarde, 27, foi bom. Ele também minimizou os ataques ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot. "Se Janot está atacando o presidente, ele tem que falar. Isso se chama reciprocidade diplomática", disse Jucá.

Durante o discurso, Temer levantou a suspeita de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se beneficiou financeiramente da remuneração do ex-procurador da Operação Lava Jato Marcelo Miller, mas negou, no entanto, que estivesse fazendo uma ilação.