×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 336
Quinta, 06 Julho 2017 13:27

Édio Lopes e o dilema de aceitar ou não a denúncia contra Michel Temer

Escrito por

Quinta-feira, 06 de julho de 2017
Édio Lopes e o dilema de aceitar ou não a denúncia
contra Michel Temer, por crime de corrupção passiva

Único roraimense membro titular na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, o deputado Édio Lopes (PR) terá a missão de junto com outros colegas de diversos partidos que integram a bancada do Governo na casa legislativa, dizer se aceita ou não no âmbito da CCJ a denúncia que foi formulada contra o presidente da República, Michel Temer, por corrupção passiva.

Em todas as amostragens de veículos de comunicação da grande imprensa, uma espécie de enquete diária, Édio aparece no placar com a destacada observação “não respondeu”. Todos os deputados integrantes da CCJ além dos 513 que compõem a Câmara Federal são interrogados diariamente pela imprensa em um questionário onde é perguntado como cada um votará no parecer do relator.

Mas antes de uma decisão Édio já confidenciou que é preciso se atentar a um fato. “A pergunta que temos que responder antes de tomar essa decisão é a quem entregaremos o País, pois ele não pode ficar à deriva nesse cenário pós-Temer esperando que apareça uma solução mágica”. Apesar dessa afirmativa parecer uma confissão pró-Temer, Édio não se pronuncia de que forma dará seu voto. Mas no quadro do jornal O Globo de ontem, que mede o termômetro na Câmara, Édio aparece como favorável a denúncia.

Vale recordar que Édio Lopes foi o único parlamentar roraimense que disse ‘NÃO” ao Impeachment de Dilma Roussef, porém, seu Partido, o PR, comanda importantes ministérios no governo atual além de ocupar dezenas de cargos em escalões inferiores e postos expressivos nos estados. O ministério de Transportes, Portos e Aviação Civil é o principal deles.

Outros dois parlamentares de Roraima, Hiran Gonçalves (PP) e Shéridan (PSDB), são suplentes na CCJ mas só votam na falta de algum titular. Em compensação, no Plenário todos os oito deputados roraimenses votarão. Mas igualmente consultados se aceitarão a denúncia contra Temer ou o inocentarão em Plenário, apenas Hiran Gonçalves e Jhonatan de Jesus já declararam que votarão pela rejeição da denúncia.