Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Procon Assembleia e o Tribunal de Justiça de Roraima – TJRR assinaram um novo termo de cooperação técnica que vai facilitar a vida dos consumidores que se sentirem lesados. A partir de agora a petição inicial referente qualquer reclamação feita junto ao órgão de defesa do consumidor e será totalmente eletrônica, e protocolada de imediato no Poder Judiciário.

Formalizada a denúncia, o reclamante sairá com o número do processo, podendo acompanhar via Internet o andamento de sua ação. A parceria anterior entre as duas instituições, ainda utilizava a ferramenta manual. As atas homologadas no Procon Assembleia durante as audiências de conciliação eram levadas em mãos, pelo próprio consumidor, para o Juizado Especial digitalizar e dar entrada na ação.

“Agora o processo que será feito aqui no Procon será aproveitado no Juizado Especial, evitando que o cartório faça novamente a petição pois será todo digitalizado. Então, vamos otimizar tanto o trabalho do Tribunal de Justiça quanto o do Procon, dando prosseguimento, talvez até se pedindo um julgamento antecipado da lide, uma vez que houve a audiência de conciliação e a parte não se pronunciou”, explicou a diretora do Procon Assembleia, Eumária Aguiar, ao ressaltar que todos os anseios do consumidor colhidos durante a audiência não irão mais para o Juizado Especial no âmbito administrativo, mas judicial.

Os servidores do Procon Assembleia receberão treinamento do TJRR para operar o sistema judicial e, assim, peticionar a ação inicial. O Tribunal de Justiça vai conceder ao Procon Assembleia um perfil específico para que os processos sejam autuados. Então o cidadão vai poder passar pela fase inicial e protocolar sua ação junto ao Procon, havendo ou não acordo.

“Vamos ganhar bastante tempo porque o cidadão não vai precisar ficar aguardando a distribuição do processo junto ao Poder Judiciário. Pelo contrário, vai sair do Procon Assembleia com o número do processo em mãos, e se não houver acordo, sairá com uma data de audiência designada. Nessa parceria, além de trazer ganho para o processo e economia de custos, o cidadão também ganha celeridade”, esclareceu o chefe do setor de sistemas judiciais do TJRR, Henrique Negreiros do Nascimento.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down