Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Publicações nas redes sociais apontavam que redução do seguro obrigatório era válida só para quem pagasse a taxa até esta quarta (2/1)

Um boato provocou burburinho entre motoristas de todo o país. Nas redes sociais, usuários replicaram postagens alegando que a redução do valor do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) para R$ 16,21 só era válida para quem efetuasse o pagamento até esta quarta-feira (2/1). No entanto, a Líder Seguradora, administradora da taxa, esclareceu que a nova cifra “tem vigência durante todo o ano de 2019”.

Ainda nas postagens, os usuários diziam que a cobrança voltaria a ser a antiga, de R$ 96, caso o boleto não fosse pago no prazo estipulado. No início de dezembro de 2018, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) anunciou redução média de 63,3% na taxa.

De acordo com o CNSP, a queda foi possível devido aos recursos acumulados em reservas superiores às necessidades de atuação do seguro. O excesso é consequência das ações de combate à fraude, que levaram a uma diminuição dos acidentes com indenizações, informou o conselho. Segundo o Ministério da Fazenda, o total de R$ 2 bilhões de reembolso foram pagos pelo DPVAT por ano no Brasil.

Os novos valores ficarão assim:
» Automóveis particulares: de R$ 41,40 (2018) para R$ 16,21 (2019);
» Táxis e carros de aluguel: de R$ 41,40 para R$ 16,21;
» Ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete: de R$ 160,05 para R$ 37,90;
» Micro-ônibus com cobrança de frete, mas com lotação não superior a 10 passageiros, e ônibus, micro-ônibus e lotações sem cobrança de frete: R$ 99,24 para R$ 25,08;
» Ciclomotores (cinquentinhas): R$ 53,24 para R$ 16,65;
» Motocicletas e motonetas: R$ 180,65 para R$ 84,58;
» Máquinas de terraplanagem, tratores de pneus com reboques acoplados, caminhões ou veículos pick-up, reboques e semirreboques: de R$ 43,33 para R$ 16,77.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down