Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

As festas de final de ano estão chegando e com elas a correria para comprar presentes, pensar na ceia e ainda dar conta do trabalho, da família, dos encontros e confraternizações. Mas, todas essas atividades podem piorar os quadros de estresse e, como consequência, causar ou piorar dores nas costas e em outros locais do corpo.

Segundo a fisioterapeuta, Ana Carolina Dutra, da Clínica Vitalitè, em situações estressantes, o corpo precisa se preparar para “lutar”, ter energia e disposição para enfrentar o que vem pela frente.

“Ele faz isso por meio de um mecanismo em que são liberados diversos hormônios para melhorar a capacidade do organismo de superar os desafios momentâneos. Uma destas alterações é a contração dos músculos. Mas, quando a pessoa está em uma situação crônica de estresse, o organismo não consegue se recuperar e voltar ao seu estado normal”, comenta a especialista.  

“Uma pessoa muito estressada irá permanecer contraindo os músculos mesmo após os eventos estressores. Isso pode levar às dores nas costas, no corpo e na cabeça como uma reação a este estresse”, diz Ana Carolina.  Além disso, alguns hormônios liberados em quantidades acima do normal durante o estresse pioram a percepção da dor, deixando a pessoa mais sensível aos estímulos dolorosos.

Massoterapia x controle do estresse - Descoberta a causa das dores, é importante procurar terapias para contribuam para diminuir os níveis de estresse. Uma das técnicas mais estudadas é a massagem.

Segundo estudos feitos no Instituto de Pesquisas do Toque, da Universidade de Miami, nos Estados Unidos, em poucas semanas de massoterapia é possível reduzir em 31% os níveis de cortisol, principal hormônio ligado ao estresse. A massagem também aumenta os hormônios responsáveis pelo bem-estar e prazer, como a serotonina e a dopamina.

Controle da respiração - Além da massagem, que pode atuar nos momentos mais críticos do estresse, é importante a pessoa procurar controlar a respiração. Uma das técnicas que ajudam neste aspecto é o Pilates.

“Durante a prática, a pessoa precisa realizar a respiração diafragmática. O diafragma é um grande músculo localizado abaixo dos pulmões. Quando inspiramos profundamente por meio dele, o sistema nervoso parassimpático é estimulado, levando ao relaxamento do corpo todo. Essa respiração lenta e profunda ajuda a diminuir os níveis de cortisol, ajudando no equilíbrio físico e mental.

Que tal aproveitar o final do ano para cuidar melhor da sua saúde? Procure gerenciar seu estresse. Seu corpo e sua mente agradecem!

0
0
0
s2smodern

Boa Vista

PUBLICIDADE

logo JRH down