Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Prefeitura de Boa Vista por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas – SMAI, a Cooperativa Grão Norte, Ministério de Agricultura, Abastecimento e Pecuária – MAPA e Embrapa estão requerendo junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI, o registro de indicação geográfica da soja produzida em Roraima.

A solicitação do registro se deve ao fato de que a soja produzida no estado possui um teor maior de óleo e proteína nos seus grãos, o que agrega mais qualidade e valor, diferenciando a leguminosa das outras produzidas em outros estados brasileiros. Isso acontece devido o Estado de Roraima se localizar totalmente no hemisfério norte, garantindo luz durante 12 h do dia, facilitando a fotossíntese.

De acordo com o Secretário Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas, Marlon Buss, o mercado mundial já indica negociações avaliando e medindo a quantidade do óleo e principalmente da proteína.

“Se tratando da soja produzida em Roraima, a certificação geográfica comprovará essas diferenças positivas, e por consequência o mercado direcionará suas intenções de compra valorizando a nossa mercadoria e oferecendo melhores resultados econômicos ao nosso produtor, afirmando assim Roraima na condição da melhor fronteira agrícola do Brasil”, destacou.

Indicação Geográfica – O registro de Indicação Geográfica (IG) é conferido a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, o que lhes atribui reputação, valor intrínseco e identidade própria, além de distingui-los em relação aos seus similares disponíveis no mercado. São produtos que apresentam uma qualidade única em função de recursos naturais como solo, vegetação, clima entre outros fatores.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down