Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Com o intuito de minimizar os impactos de perdas agrícolas, o governo federal prorrogou em mais um ano o prazo para que operações de crédito rural de Roraima possam ser reexaminadas. São 5.514 contratos passíveis de renegociação no estado, que começaram a ser revistos em janeiro, quando a medida entrou em vigor. Nos 4 primeiros meses, 502 transações foram negociadas.

Poderão ser beneficiados os agricultores que obtiveram financiamentos com recursos dos fundos constitucionais das regiões Norte e Nordeste, por meio do Banco da Amazônia e do Banco do Nordeste, até 31 de dezembro de 2011.

A renegociação das dívidas garante descontos de até 95% sobre o saldo devedor e poderá ser feita até 27 de dezembro deste ano. A medida é válida para produtores rurais das regiões Norte e Nordeste do País, assim como do norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo.

FNO PARA RORAIMA - O Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) disponibilizará R$ 143 milhões para atividades produtivas em Roraima em 2018. O intuito é aquecer a economia e a geração de empregos local. O montante supera o valor investido no estado em 2017, que foi de R$ 28 milhões.

Na região Norte, a previsão de investimentos na área agrícola e empresarial é de R$ 4,7 bilhões em 2018. O FNO destinará ainda, pela primeira vez, R$ 234 milhões para o financiamento estudantil na região e outros R$ 120 milhões para a área de infraestrutura. Em 2017, o valor contratado no Norte chegou a quase R$ 3 bilhões.

Os interessados em obter o financiamento devem procurar o Banco da Amazônia, operador de crédito na região. Embora também atenda a grandes projetos, o FNO prioriza empreendedores de médio e pequeno porte. Podem ser obtidos empréstimos para abertura do próprio negócio, investimentos para expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos gerais relacionados à administração dos negócios.

 

0
0
0
s2smodern

logo JRH down