Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Companhia de Águas e Esgotos de Roraima – Caerr iniciará domingo próximo (28/1) as atividades do seu programa socioambiental. O evento será marcado pela realização da 3ª Caminhada Ecológica. A concentração está marcada para 8h, no balneário Caranã, com acesso pela rua Sabá Cunha. O percurso deve durar cerca de duas horas e inclui os balneários Caranã e Cauamé. O evento reunirá voluntários de diversas instituições públicas e particulares e é aberto a todo o público.

“Será uma manhã em prol da natureza. As equipes se dividirão e seguirão em grupos, uma parte por dentro do rio, nas áreas rasas, e a outra equipe seguirá pela mata, às margens do rio. Nas áreas onde a água é um pouco mais funda, todos os voluntários farão a trilha caminhando pela mata”, esclareceu Danque Esbell, presidente da Companhia.

A Caminhada Ecológica é um dos 6 projetos do Programa Caerr Socioambiental, coordenado pelo Núcleo de Meio Ambiente - NMA da empresa. “Nesta terceira edição foram convidados 19 parceiros. A novidade é que desta vez terá um ônibus para transportar quem quiser sair da sede da Companhia, localizada no bairro São Pedro. A saída está planejada para as 8h”, complementou Airlene Carvalho, chefe do NMA.

PARCEIROS – A estimativa é receber cerca de 80 voluntários incluindo os colaboradores da Caerr, Academia de Polícia Militar, Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Eletronorte, Corpo de Bombeiros, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Associação de Catadores de Recicláveis, equipe Tribos e Trilhas de Roraima, CR Racing, Quadri-RR, UTV-RR, Trilheiros Sem Noção, Os Astronautas, Agência de Turismo Roraima Adventures e a Clínica de Emagrecimento Karla Monteiro.

“Este ano contaremos com novos parceiros e essa participação nos traz otimismo, pois são mais entidades da sociedade civil que estão vestindo a camisa em prol da preservação do meio ambiente”, enfatizou Airlene.

RESÍDUOS COLETADOS – Nas edições anteriores foram recolhidos aproximadamente 800 quilos de resíduos sólidos entre pneus, restos de ferro, sacos e alumínio. “São materiais considerados altamente poluentes que precisam ter uma destinação correta. Retirar esses resíduos da natureza é fundamental para evitar a poluição dos mananciais e garantir a preservação das nossas riquezas naturais”, finalizou Esbell.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down