Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), juntamente com a 1ª Bda Inf Sl (1ª Brigada de Infantaria de Selva) realizou a apreensão de 14.500m3 de madeiras de várias espécies, extraídas ilegalmente dentro da reserva indígena Pirititi, no município de Rorainópolis, região sul do estado de Roraima.

O trabalho fiscalizatório e de apreensão aconteceu entre no período de 4 a 12 de maio e as ações continuam, sobretudo na caça a madeireiros que teima em continuar atuando ilegalmente. Conforme o levantamento das duas instituições só nessa apreensão dentro da terra dos Pirititi contabilizou-se 7.387 toras de madeira que seriam suficientes para lotar 350 carretas biarticuladas.

De acordo com o comando da operação da 1ª Bda Inf Sl, a ação subsidiária do Exército teve por objetivo contribuir com os trabalho do Ibama, no tocante a mensuração de madeira apreendida, provendo o apoio de logística e de comunicações aos servidores do instituto, na região conhecida como Arara Vermelha.

A operação contou com militares do 10º Grupo de Artilharia de Selva (10º GAC Sl) e 1º pelotão de Comunicações de Selva (1º Pel Com Sl). O apoio a órgãos governamentais pelas Forças Armadas está previsto na Lei Complementar nº 97 de 9 de junho de 1999, a qual dispõe sobre as normas gerais para a organização, o preparo e o emprego das Forças Armadas.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down