Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A fiscalização ocorre em parceria com a Cipa (Companhia Independente de Policiamento Ambiental)

No período de preservação da reprodução das espécies de peixes em Roraima – a Piracema – fiscais fizeram a maior apreensão de malhadores já registrada pela Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos). A operação ocorreu no período de 13 a 20 de junho em Caracaraí e vai continuar até o dia 30.

De acordo com Yuri Lima, chefe da Divisão de Fiscalização da Fundação, foram 136 malhadores e cinco espinhéis apreendidos durante a operação que contou com a parceria da Cipa (Companhia Independente de Policiamento Ambiental). As ferramentas de pesca foram encontradas no rio Branco, no Igarapé Grande e no rio Ajarani e incineradas em seguida.

Lima pede que os pescadores se conscientizem sobre o período de defeso. “Tanto os pescadores profissionais como os amadores devem respeitar esse período, pois os peixes têm apenas quatro meses para se reproduzirem e é esse tempo que vai trazer alimento para as futuras gerações. Já temos espécies entrando em extinção e nós temos que respeitar”, ressaltou.

O fiscal também complementou que a conscientização é melhor que a fiscalização. “O Governo, por meio da Femarh, não quer apenas fiscalizar, mas conscientizar para evitar esse tipo de ação”, concluiu.

PIRACEMA – O período de defeso para que os peixes possam se reproduzir, ocorre em Roraima de 1º de março a 30 de junho e segue apenas para o Pirarucu até 30 de agosto. Nesse período é vetada a pesca comercial e a pesca esportiva é controlada, para que os peixes possam se reproduzir naturalmente. O pescador que for flagrado pescando durante a Piracema será atuado com multa de R$ 700, 00 mais R$ 20,00 por cada quilo de peixe encontrado com ele.

FISCALIZAÇÃO – A Femarh realiza várias operações durante o período de defeso para coibir a pesca ilegal. Neste ano já foram apreendidos 142 malhadores e um pescador foi autuado no mês de abril, no município do Cantá com multa de cerca de R$ 1700,00.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down