Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Na quarta-feira (11), a empresa recebeu a doação de aproximadamente 546 kg de óleo de cozinha do Restaurante Chopp Time, localizado em Boa Vista

A Caerr (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) continua realizando as atividades do Projeto de Olho no Óleo, criado com o propósito de fazer a eliminação adequada do óleo de cozinha que não serve mais para consumo humano. Quarta-feira (11), a companhia recebeu a doação de 546,50 kg de óleo de cozinha do restaurante Chopp Time. O resíduo será destinado à fabricação de sabão.

“O Projeto Caerr de Olho no Óleo é uma das 6 ações ambientais que integram o Programa Caerr Sócio Ambiental, que consiste em realizar ações internas e externas, desenvolvidas pela Companhia na capital e no interior, com foco na sensibilização ambiental da comunidade”, esclareceu o presidente da Caerr, Danque Esbell.

O Projeto Caerr de Olho no óleo foi criado em fevereiro de 2016 e é coordenado pelo NMA (Núcleo de Meio Ambiente) da Caerr. Desde o início do projeto a empresa conta com a colaboração da comunidade, que faz a doação do óleo de cozinha.

“O Restaurante Chopp Time é uma das empresas que contribuem para o sucesso desse trabalho desde o início. Essa é a prova na confiança do que estamos desenvolvendo e isso nos deixa muito grato pelo reconhecimento de todo o nosso esforço”, agradeceu Airlene Carvalho, chefe do NMA.
Só este ano, durante o primeiro semestre, o Núcleo de Meio Ambiente arrecadou 1.372 kg de óleo usado. Todo o material é repassado para a Fazenda da Esperança, entidade sem fins lucrativos que atua na recuperação de pessoas com dependência química.

“As doações são sempre bem vindas e continuam sendo feitas, pois com esse material, a Fazenda da Esperança fabrica o sabão caseiro e o dinheiro arrecadado com as vendas é revertido para o pagamento das despesas do local”, complementou o presidente.

CUIDADOS – O óleo de cozinha é um dos principais agentes poluidores do meio ambiente. Se for eliminado diretamente na pia da cozinha, no lixo de casa ou no meio ambiente, pode contaminar o solo, a água e até a atmosfera.

“Sem se atentar para os prejuízos ambientais, muitas pessoas fazem a eliminação do óleo de cozinha pelas pias, ou até mesmo em recipientes separados no lixo doméstico, o que são erros gravíssimos, pois se trata de um material que na sua forma orgânica demora muito para se decompor e é insolúvel em água, podendo até se misturar a outros agentes poluentes, por isso deve ser descartado de forma adequada”, enfatizou o biólogo da Caerr, Leônidas Filho.

PONTOS DE COLETA – As doações podem ser feitas em pontos de coleta distribuídos na capital. Os locais disponíveis para a entrega são a sede da Caerr, no bairro São Pedro e as igrejas São Francisco, São Bento e Nossa Senhora da Consolata.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down