jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

1203 Moda mulher 2 Fotos Raimundo LimaO público que foi ao evento Moda Mulher, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi, na noite desta sexta-feira, 10 de março, aplaudiu e aprovou o trabalho das estilistas roraimenses. Além da exposição de peças, a plateia prestigiou o desfile comandado pela secretária Selma Mulinari e por servidoras da Secretaria Estadual da Cultura (Secult) e a apresentação do Quarteto de Cordas da Escola de Música de Roraima (Emurr).

O evento fez parte das comemorações da Semana da Mulher e teve o objetivo de mostrar o talento e valorizar profissionais que passaram horas criando peças para vários biotipos femininos. Todas as participantes desfilaram usando semijoias e acessórios de prata da conceituada grife Santa Joia.

A secretária Selma Mulinari lembrou que a moda está totalmente ligada à Cultura. O figurino é muito importante para atores, músicos, dançarinos, entre outros segmentos. “Em todo lugar, a costura está presente, inclusive, na criação de cenários”.

Muitas mulheres passaram pelos CPCs (Centro de Produção Comunitário). Algumas saíram, fizeram carreira e abriram ateliês onde produzem moda o tempo inteiro. “São modistas, bordadeiras, homenageá-las é fazer com que esse segmento se fortaleça cada vez mais e possa ter um espaço aberto, para que o público conheça o produto que elas têm para colocar no mercado de trabalho”, disse Mulinari.

O trabalho silencioso dessas profissionais é indispensável para artistas de várias linguagens na hora de subir ao palco. Seja da música, dança, teatro, todos necessitam de um bom figurino. A cantora e compositora Euterpe destacou a importância do evento.

“Foi maravilhoso e comtempla a indústria da moda. Moda é uma arte. As pessoas se expressam pela maneira como se vestem, não só os artistas que utilizam a moda como figurino para melhorem suas performances e agregarem valor ao espetáculo”, disse, e ressaltou que “é uma forma de estimular a economia e essas profissionais que vivem da indústria da moda”.

Para a servidora Amanda Lira, que desfilou, a ideia de as funcionárias participarem do evento foi genial. “Foi a primeira vez que desfilei como as convidadas. Dá um medo, um friozinho na barriga, mas ao final você percebe que foi muito gratificante”, parabenizou.

Satisfeita com o resultado do Moda Mulher, a estilista Conceição Ventura, mais conhecida como Roxa, estava com um sorriso largo no rosto depois de assistir ao desfile. Segundo ela, o evento é um incentivo para as profissionais do segmento. Conceição trabalha profissionalmente com moda desde 1994. É proprietária dos ateliês Patriota e Ellus Indústria e Confecções. Produz fardamento militar e escolar, roupa social e para o mercado PET (roupas e enfeites para cães).

“No meu ateliê, trabalho com oito costureiras. Em Roraima, temos uma Cooperativa com mais de 30 costureiras”, disse Conceição Ventura e parabenizou a secretária Selma Mulinari “por nos proporcionar esse momento para mostrar nosso trabalho. Mostrar o que sabemos fazer”.

“É importante quando a gente faz o que gosta. São muitos anos nesse ramo”, conta Piedade Araújo, que começou a se interessar por moda na infância, quando fazia roupas para bonecas, e, depois, para sua mãe. “Aos 23 anos comecei profissionalmente com a costura. Faço roupas sociais para festas”, ressaltou.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down