Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Prefeita Teresa Surita inaugurou na noite de sexta-feira (15/12) o tão aguardado Teatro Municipal. A entrega do prédio marca um novo momento na cena artística de Roraima que conta agora com um grande espaço para a apresentação de espetáculos musicais, teatro, dança e outros manifestações culturais.

A cerimônia de inauguração contou com a presença de artistas locais de todos os seguimentos, sociedade e autoridades, que assistiram a espetáculos de dança e shows musicais com o Trio Roraimeira e o cantor Oswaldo Montenegro.

“A partir de hoje nós entramos para o circuito nacional do teatro, porque agora temos a condição de receber qualquer tipo de espetáculo. É uma emoção muito grande entregar uma obra como essa para os artistas e para a população de Boa Vista”, disse a prefeita, Teresa Surita.

O prédio imponente e moderno está localizado na avenida Glaycon de Paiva, no bairro São Vicente, zona Sul de Boa de Vista. O espaço conta com sala de espetáculos com 1.100 lugares, Teatro Escola e espaço para exposições.

O ministro da Cultura Sérgio Sá Leitão esteve na cerimônia de inauguração e comparou o espaço a grandes teatros em cidades como Berlin, Paris, Londres, reconhecidas mundialmente como centros culturais. “Tenho certeza que os artistas brasileiros terão muito prazer e ficarão muito honrados em se apresentar nesse teatro espetacular, que não fica devendo nada aos melhores teatros do mundo”, enfatizou o ministro, que pediu também a participação da iniciativa privada no fomento à cultura.

A obra do Teatro Municipal de Boa Vista teve emendas da Bancada Federal de Roraima, da deputada Maria Helena Veronese, senadores Ângela Portela e Romero Jucá e contrapartida da Prefeitura de Boa Vista. Jucá destacou a importância do teatro para Boa Vista e do fomento à cultura na região Norte do país.

“Nós estamos preparando Boa Vista para os próximos 20 anos e esse teatro é uma prova disso. Agora é muito importante que os que fomentam a cultura no Brasil tenham a condição de ampliar o circuito cultural, trazendo para Manaus e Boa Vista a condição de ter espetáculos que possam integrar definitivamente a sociedade em um país continental como o Brasil”, disse.

A administração do teatro será responsabilidade da Fundação de Educação, Turismo, Esporte e Cultura (Fetec). “Nós vamos abrir edital a partir de janeiro para todos aqueles que quiserem usar o teatro. O teatro é para todas as pessoas, está de portas abertas para qualquer exposição, inclusive, temos o Teatro Escola, salas de convenções. Nós podemos desenvolver aqui qualquer tipo de arte. A ideia é ter a parceria da população”, concluiu a prefeita Teresa Surita.

1712 Inauguracao Tatro Municipal de Boa Vista6 1712 Inauguracao Tatro Municipal de Boa Vista5 1712 Inauguracao Tatro Municipal de Boa Vista4 1712 Inauguracao Tatro Municipal de Boa Vista3 1712 Inauguracao Tatro Municipal de Boa Vista2 1712 Inauguracao Tatro Municipal de Boa Vista1 1712 Inauguração do Teatro Municipal de Boa Vista foto Diego Dantas 340

Espetáculos emocionaram o público e artistas presentes na inauguração

A emoção tomou conta da cerimônia de inauguração do Teatro Municipal de Boa Vista. O público prestigiou espetáculos que levaram para o mesmo palco: dança, poesia, interpretação e música. Ana Botafogo, primeira bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, apresentou a companhia de dança JM Jazz que levou ao palco balé clássico, dança moderna e contemporânea.

O Ballet Cristina Rocha fez uma viagem entre os ritos e lendas, entre o clássico e a cultura indígena com a apresentação do espetáculo Elos, nas Terras de Macunaima. Na sequência o roraimense Santiago Jr, que integra o corpo de baile do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, subiu sozinho ao palco no espetáculo Rio da Minha Aldeia.

O cantor Oswaldo Montenegro fez o show principal da noite, cantando e embalando a plateia com clássicos da MPB. O encerramento da cerimônia ficou por conta do Trio Roraimeira, que dá nome à sala principal. Formado por Eliakin Rufino, Neuber Uchoa e Zeca Preto, o trio fechou a noite com clássicos da música regional.

A plateia se encantou com as apresentações e com a estrutura do Teatro Municipal de Boa Vista. “Nós, boa-vistenses, merecíamos um espaço como esse destinado à cultura, à arte, a tudo aquilo que é belo e bom de se apreciar. O espaço está lindo, com música de bom gosto, não tem como não se sentir acolhida e festejar esse momento em Boa Vista”, disse Paula Cristina, advogada.

Para os artistas locais, o teatro representa mais do que um local de espetáculos. “É um prêmio, a cidade de Boa Vista merece um espaço como esse. Nós temos artistas e seguimentos culturais tão diversos e produtivos que precisam estar aqui dentro. Agora nós temos o espaço, o segundo passo é produzir bem para o nosso público, que merece espetáculos grandes assim como o nosso teatro”, disse George Farias, músico.

0
0
0
s2smodern

Boa Vista

PUBLICIDADE

logo JRH down