Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

No segundo dia do 7º Festival Música na Estrada foi iniciada a oficina de violão ministrada por 2 músicos vindos do estado do Amazonas. Os estudantes dos instrumentos que fazem parte do Instituto Boa Vista de Música (IBVM) participam da oficina, que acontece até esta sexta-feira (6) na Vila Olímpica Roberto Marinho.

Na oficina, os professores Carlos Júnior e Benjamin Prestes ministraram noções de técnica, postura, harmonização, coordenação motora e dicas de performance em palco. Ambos os músicos manauaras fazem parte da Orquestra de Violões do Amazonas (Ovam). E a maioria dos participantes da oficina são membros da Orquestra de Violões do IBVM.

“Além das técnicas, nós mostramos para eles sobre o valor que a música tem e como ela pode influenciar positivamente cada pessoa. Abordamos sobre repertório, pesquisa e sobre a dedicação no instrumento. Tudo isso de acordo com a nossa visão e a nossa experiência nesse campo da arte”, explicou o violonista Carlos Júnior.

De acordo com o presidente do IBVM, Serginho Barros, a difusão da cultura musical em Boa Vista tem sido crescente e a vinda do Festival Música na Estrada à capital roraimense reforça esse trabalho de conscientização pela ênfase da boa música nos espaços públicos e trabalhada de forma individualizada.

“Eventos como o ‘Música na Estrada’ são importantes, pois mostra o quanto a boa música ainda é produzida. E assim como já fazemos em Boa Vista, há essa preocupação com a formação de um novo pensar musical, formando músicos mais entendidos, que saibam diferenciar uma ótima obra de algo que é trivial e que deve ser rejeitado, como é o caso da música midiática. Nossa missão é trabalhar o caráter, principalmente dos nossos jovens, para que sejam músicos de qualidade”.

Envolvido na música desde os oito anos, Walmir Augusto Doryck está há cerca de um ano no IBVM, aprendendo mais sobre violão. Para ele, participar das oficinas do “Música na Estrada” têm sido um grande reforço ao seu conhecimento sobre o instrumento. “Estou aprendendo muita coisa que vai me ajudar bastante a melhorar como músico. Os professores são ótimos e têm muito conhecimento para nos repassar. Estou aproveitando ao máximo a oportunidade”.

Sobre o festival – Desde 2011, o “Música na Estrada” promove acessibilidade, formação de plateia e aprimoramento musical através do intercâmbio e da valorização de conteúdos artísticos de várias regiões do país. Inteiramente gratuita, a programação artística contemplará de forma evidenciada a música clássica, oferecendo também artes cênicas e música instrumental, em paralelo às tradicionais oficinas de música e dança.

Promovido com anuência do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet e da Kommitment Produções Artísticas, o festival é considerado um dos mais expressivos projetos culturais no norte do país e é apresentado pela Caixa Seguradora, com patrocínio do BNDES e da Faculdade Estácio de Ensino Superior.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down