Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A delegação formada gestores e professores, representantes das Escolas de Tempo Integral de Roraima, que estive em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, para conhecer a realidade local e promover um intercâmbio com as Escolas de Tempo Integral daquele Estado, retornam cheios de experiências positivas e com uma visão mais próspera para a educação em Roraima.

Na capital sul mato-grossense, a delegação visitou 6 escolas, e dentre os pontos positivos observados pelos representantes, estão a organização e o comprometimento dos gestores, professores, alunos e a comunidade.

Os representantes destacaram que na estruturação dessa modalidade de ensino em Campo Grande, houve uma base organizada, atuando dentro da legislação. A comunidade teve papel importante na escolha das escolas onde foram implantados o Ensino Integral.

Outro ponto positivo são as parcerias com várias instituições até mesmo de renome nacional e internacional que somam com as escolas, oferecendo uma melhor formação para os alunos.

EM RORAIMA - Conforme levantamento dos representantes, as escolas de Tempo Integral em Roraima precisam ser alinhadas, com a adequação das escolas dentro da legalidade, como regimento e termo de referência, criação de rede das escolas de Tempo Integral, a qualificação de professores, aquisição de mais profissionais, acolhimento dentro da escola, desde o agente de portaria até o gestor.

Também a mudança na matriz curricular e a flexibilização, adequação da carga horária e lotação dos professores, os uniformes dos alunos, buscar parceiros, reforma curricular, matriz pedagógica entre outros pontos que precisam ser ajustados.

O gestor da escola Ana Libória, Francisco Lima, que também participou do intercâmbio, acredita que na parte física as escolas de Tempo Integral de Roraima estão mais conservadas do que as do Mato Grosso do Sul, e oferecem espaços mais adequados.

“Porém na parte de organização e pedagógica nós ainda estamos atrás. Eles têm uma capacidade de planejamento de execução excelente, então vamos aproveitar todo esse conhecimento, firmar parceria e ajustar para que possamos chegar ao nível deles”, informou.

A delegação se reuniu com o Secretário Estadual de Educação, José Gomes, para expor e relatar as experiências obtidas durante o intercâmbio, fazendo um levantamento das ações de adequação necessárias para o melhor funcionamento das escolas de Tempo Integral no Estado.

José Gomes destacou que a visita da delegação às escolas de Tempo Integral em Campo Grande vai servir como termômetro para o que está sendo realizado atualmente na educação de Roraima.

“Eles vieram bastante motivados com as boas práticas realizadas lá em Mato Grosso do Sul. Traçamos algumas metas, para organizar o ensino integral aqui no Estado, revendo a questão de planejamento, regimento, legislação, parte pedagógica entre outros pontos que também são importantes para se ter uma boa educação de Tempo Integral em Roraima”, disse.

PROTAGONISMO JUVENIL – Para aprimorar ainda mais o trabalho dos professores que atuam em Roraima, o Ceforr (Centro Formação dos Profissionais em Educação de Roraima), iniciou esta semana uma qualificação com o tema “Protagonismo Juvenil”, para 27 professores de Escolas em Tempo Integral e Escolas regulares. O curso terá a duração de 40 horas.

O Protagonismo Juvenil é quando o jovem é tomado como elemento central da prática educativa, que participa de todas as fases desta prática, desde a elaboração, execução até a avaliação das ações propostas no âmbito escolar.

A idéia é estimular a participação social dos jovens, contribuindo com o desenvolvimento pessoal e das comunidades onde eles estão inseridos, contribuindo para a formação de pessoas mais autônomas e comprometidas socialmente, com valores de solidariedade e respeito mais incorporados, o que contribui para uma proposta de transformação social.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down