Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Dados do Relatório Mundial sobre Drogas da ONU (Organização das Nações Unidas) apontam que cerca de 5% da população mundial entre 15 e 64 anos, o que corresponde a uma média de 243 milhões de pessoas, usa drogas ilícitas, sendo o uso de drogas um mal social mundial. Com base nesse cenário, o CBVZO (Campus Boa Vista Zona Oeste), do IFRR (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima), fixou no calendário anual de atividades uma semana específica para tratar do assunto com toda a comunidade acadêmica.

A programação será aberta nesta terça-feira (15), com o ciclo de palestras que vai até a sexta-feira, dia 18. As abordagens serão realizadas por profissionais dos CAPs (Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas) de Boa Vista, além dos que também desenvolvem trabalhos nos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) também da capital. Um filme produzido sobre a temática também será exibido no auditório da unidade de ensino.

As atividades serão promovidas para todas as turmas dos cursos técnicos de Comércio e de Serviços Públicos do CBVZO, tanto integrados como subsequentes, sendo realizadas em horários adaptados para cada turno, nos períodos da manhã (das 9h50 às 11h50) e da noite (das 19h10 às 20h10).

Segundo a responsável pela programação, Joziane Gomes, coordenadora do setor de Apoio ao Ensino e Aprendizagem, o relatório da ONU também mostra a existência de uma média de 27 milhões de usuários de drogas problemáticos, ou seja, de pessoas que consomem drogas regularmente ou que apresentam distúrbios ou dependência. Esse dado indica uma a cada 200 pessoas da população adulta mundial.

“A intenção com essa programação é tentar municiar nossos alunos, servidores e professores do máximo de informação possível, com demonstração de dados e histórias sobre o tema, visando combater o uso de todo tipo de droga ilícita entre nossa comunidade acadêmica e toda a população, pois acreditamos que a transmissão de informação, o repasse de conhecimento é uma arma poderosa contra diversas mazelas sociais, dentre elas as drogas. E, trabalharmos isso com nossos estudantes e equipe, fará com que a informação ultrapasse os limites do campus”, declarou, destacando que, além da Codaea (Coordenação de Apoio ao Ensino e Aprendizagem), as coordenações dos cursos do CBVZO estão envolvidas na organização do evento.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down