Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Todos eles são docentes da área de agricultura e irão cumprir agenda nos Campi Amajari e Novo Paraíso

Pela segunda vez, o IFRR (Instituto Federal de Roraima) recebe professores-alunos intercambistas moçambicanos participantes do Programa de Formação de Formadores de Moçambique em Ciências Agrárias. Eles deverão percorrer 2 unidades da instituição até meados de dezembro.

Zamir Martins, Édio Macamo, Hélio Mapoissa e João Jaime chegaram a Roraima na última sexta-feira (23), para dar continuação à capacitação iniciada há aproximadamente um mês no Instituto Federal de Rondônia (Ifro).

A primeira parada foi na Reitoria do IFRR, onde foram recepcionados por gestores da instituição. Na ocasião, a reitora, Sandra Mara Botelho, destacou que a política de internacionalização é um dos itens importantes para avaliação dos cursos. “A gente aprende, vocês também, com o compartilhamento de conhecimentos na instituição”, disse.

Os professores-alunos estavam contentes em conhecer o País. Inclusive Zamir enfatizou as oportunidades de estudo que as pessoas têm no Brasil e as tecnologias que encontraram durante a estada no Ifro.

Além da Reitoria, os intercambistas conheceram as instalações dos Campi Boa Vista Zona Oeste (CBVZO) e Boa Vista (CBV), unidade onde ficaram acomodados durante os três primeiros dias no estado.
Todos eles são docentes da área de agricultura, em Moçambique, e irão cumprir agenda nos Campi Amajari (CAM) e Novo Paraíso (CNP). Nos dois lugares, eles deverão conhecer o trabalho desenvolvido pelo instituto na área agrícola.

Ao término do programa, espera-se que os participantes sejam capazes de fazer uso integral, nas suas instituições, dos equipamentos, das técnicas e das metodologias inovadoras para as quais foram capacitados, além de atuarem como difusores de todo o conteúdo assimilado no Brasil.

O PROGRAMA – Resultado de convênio firmado entre o governo de Moçambique e o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), o programa é voltado à reforma da educação profissional em Moçambique. Com o apoio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec-MEC) e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC-MRE), tem o objetivo de capacitar formadores das instituições agrárias daquele país.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down