Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O órgão da planta responsável pela absorção dos nutrientes é a raiz. Porém os nutrientes no solo nem sempre estão totalmente disponíveis. A nutrição foliar contorna esse problema, pois fornece os minerais diretamente no local onde as plantas necessitam: a folha. Com aplicações foliares, é possível fornecer uma nutrição completa, pois as folhas absorvem tanto os macronutrientes quanto os micronutrientes.

A adubação foliar consiste em pulverizar o adubo diretamente na folhagem das plantas. O efeito deste tipo de adubação é muito rápido, porque os nutrientes são imediatamente assimilados e usados pelas plantas.

O objetivo da adubação foliar é recobrir a folhagem das plantas com uma solução contendo nutrientes e permitir que eles penetrem no interior das folhas. Para isso, os nutrientes contidos no fertilizante foliar precisam atravessar a cutícula da folha. Este modo de assimilação é complementar à fertilização no solo e não poderá substituí-lo, mesmo porque as quantidades de nutrientes que podem ser aplicadas via foliar são geralmente muito menores do que via solo.

A adubação foliar é particularmente útil após momentos de estresse (transplante, granizo, vento, frio, calor, seca) ou em caso de deficiência grave de um nutriente que precisa ser corrigida rapidamente. Ela serve principalmente como adubação suplementar.

O fertilizante foliar é melhor absorvido se aplicado no início da manhã ou ao final da tarde. Durante esses períodos, o ar fica mais fresco e a umidade é maior, o que favorece a absorção dos nutrientes pelas folhas.

Pulverizar o fertilizante como uma névoa é o método mais eficaz. Para permitir que o adubo adira bem à folha, algumas gotas de detergente podem ser adicionadas (uma ou duas gotas para 4,5 L de solução fertilizante). A finalidade é cobrir uma grande proporção da folhagem

Os adubos mais comuns utilizados na fertilização foliar são formulações contendo nutrientes solúveis. Existem fórmulas de fertilizantes foliares prontas para diferentes tipos de plantas, especialmente para as plantas de usadas dentro de casa.

A adubação foliar pode resolver um problema de deficiência em curto prazo. Para uma solução de longo prazo, é importante abordar a causa do desequilíbrio. Por exemplo, se a deficiência mineral é o resultado de um solo muito ácido, será necessário corrigir o problema diretamente do solo, no caso, através da aplicação de calcário.

A escolha apropriada dos nutrientes e suas concentrações é importante para evitar danos às folhas. Queimaduras podem ocorrer se a concentração do nutriente for muito alta. Portanto, a quantidade de água deve ser suficiente para diluir o produto na dose prescrita.

Ao retornar das férias, não é incomum encontrar as plantas enfraquecidas e depauperadas. Para dar nova vida a essas pobres plantas, os fertilizantes foliares, com sua ação rápida, são uma ótima indicação. Isto permite enfrentar os múltiplos problemas encontrados em seu jardim com os adubos foliares que atendem as necessidades específicas. Com a formulação correta, haverá a rápida assimilação dos nutrientes, garantindo, assim, usar um recurso precioso para saber dar um impulso às plantas que sofreram durante a sua ausência.

Vantagens                                                                    

Desvantagens
 

Fornece a dose certa                                          

Não substitui a fertilização no solo

Sem perda, sem lixiviação ou volatilização

Efeito em curto período

Ajuda a corrigir deficiências rapidamente

Ação mesmo em condições estressantes (período seco ou frio)

Função no crescimento

Fonte: Nutrientes Para Vida (NPV)

 

0
0
0
s2smodern

logo JRH down