jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Garante que vai encarar desafios sobretudo a evasão escolar e a repetência

1609 Joseane assinando oa posseEleita para o quadriênio 2016/2020, a professora Joseane Cortez, primeira mulher eleita para gerir o maior e mais antigo campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR), o Campus Boa Vista Centro (CBVC), tomou posse quinta-feira, 15, à tarde e relembrou o slogan da campanha que realizou: Um caminho de construção com competência para ouvir e atitude para fazer”.

Muito emocionada com as homenagens recebidas durante o evento, a nova diretora reconheceu os muitos desafios que terá à frente da função que passará a desempenhar a partir de agora e nominou alguns, como a evasão escolar e a repetência. “O caminho não será fácil, será árduo. Teremos que enfrentar desafios diversos, de natureza pedagógica, relacionados à evasão e à repetência, relacionados a atitudes e disciplina. Mas principalmente o desafio humano. Temos que retomar e tratar os princípios da urbanidade como primeiro passo para construção de uma educação de qualidade maior”, declarou, garantindo que o trabalho será feito pelo compromisso que a instituição tem com o aluno.

O então diretor-geral do CBVC, Milton Piovesan, fez uma saudação especial à nova gestora e agradeceu presença de todos à solenidade, relembrou um pouco da trajetória à frente da unidade de ensino, fazendo também agradecimentos nominais a toda equipe que trabalhou com ele nos últimos quatro anos.

Originário do IFRR, o atual secretário estadual de Educação, Emauel Moura, fez questão de participar do evento, representando a governadora do Estado de Roraima, Suely Campos, e afirmou que o governo tem todo o interesse em fortalecer e ampliar as parcerias já existentes com o instituto, como o asfaltamento em andamento do acesso ao campus do Amajari e processo de doação da escola Argentina Castelo Branco, para a implantação do Campus Avançado do Bonfim.

“A governadora é sensível à educação e reconhece o IFRR como instituição de referência. Com certeza novas parceria serão firmadas no sentido de melhorar a Educação em Roraima”, declarou, ao parabenizar o então diretor do CBVC, Milton Piovesan, pelo trabalho que realizou à frente da unidade de ensino, e desejou sorte a nova gestora, professora Joseane.

O reitor pro tempore do IFRR, professor Ademar de Araújo Filho, declarou a satisfação de ainda poder dar sequência ao processo de gestão do instituto federal, com a realização dessa posse, e garantiu à nova diretora, que ela terá o apoio de todo o corpo funcional da instituição, pois todos acreditam na nova gestão e têm consciência que apoiando do CBVC todo o IFRR estará ganhando em qualidade e melhoria do ensino em Roraima.

“Sabemos da necessidade de novos investimentos nesta unidade, que é a estrutura da a então Escola Técnica do Ex-Território Federal de Roraima, uma unidade que deu origem e suporte a todo o instituto. Mas acredito que o que dois homens não fizeram, duas mulheres conseguirão fazer muito mais”, declarou, se referindo às duas primeiras mulheres eleitas para conduzir a instituição, professora Joseane, e professora Sandra Mara Dias Botelho, reitora ainda a ser empossada.

APOIO ESTUDANTIL - O estudante do curso técnico em Informática do CBVC, Elias Freitas dos Santos, que também é secretário-geral do Grêmio Estudantil da unidade de ensino, afirmou que os alunos do campus estão dispostos a contribuir com esta nova gestão, tentando contribuir de forma coletiva com as ações a serem desenvolvidas.

“Acreditamos que com diálogo podemos trabalhar e nos empenhar em fazer o melhor, pois temos a consciência de que somos a verdadeira razão dessa instituição existir, mas sabemos também que as portas não se abrem só”, observou, ao reafirmar a disposição do corpo discente em participar ativamente nas ações necessárias às melhorias do campus.

DIRETORIAS – Ainda no evento de posse, a nova diretora-geral, Joseane Cortez, ao informar sobre a forma de gestão que elaborou para desenvolver nos próximos anos, aproveitou para apresentar os diretores e coordenadores já escolhidos, levando em conta o perfil de cada função e o processo de consulta de nomes realizado no campus para composição da Diretoria.

Segundo ela, alguns nomes ainda estão sendo estudados e outros estão pendentes apenas de respostas, mas grande parte já foi escolhida para começar a trabalhar. “Além da consulta feita junto a todos os servidores do CBVC, levamos em conta perfis que vamos precisar para desenvolver uma gestão não vertical, mas no sentido de círculo, de movimento, que permaneça em ação, mas sempre no caminho do diálogo para reconstruirmos políticas fundamentais e colocá-las para funcionar, sem esquecer o essencial que é o nosso técnico e o docente”, declarou.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down