jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

0401 Gabinete Migracao Foto Raustman GondimO Gabinete Integrado de Gestão Migratória (GIGM), responsável pelo gerenciamento do Centro de Referência ao Imigrante (CRI), realizou reunião estratégica, terça-feira, 3 de janeiro, para discutir ações acerca do funcionamento do centro e como proceder após a decisão do Tribunal de Justiça do Roraima (TJR) da desobrigação, dada à Prefeitura Municipal de Boa Vista, em relação ao cumprimento da decisão do juiz Parima Dias Veras, titular da Vara da Infância e Juventude.

Durante a abertura da reunião, o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, Coronel Edivaldo Cláudio Amaral, repassou números relativos ao abrigo montado no Ginásio do Pintolândia (Rua Alípio Freire de Lima, s/n° - Doutor Silvio Botelho), onde estão presentes 216 imigrantes no local recebendo assistência médica, odontológica, vacinação e distribuição de alimentações (café, almoço e janta).

“Estamos trabalhando em parceria com a Instituição Fraternidade para conseguir oferecer os serviços. O Corpo de Bombeiros trabalha com toda a gestão e busca de alguns meios e a Fraternidade realiza o trabalho no local”, disse o Coronel Edivaldo Amaral.

A irmã Maria, da Fraternidade, responsável pela gestão dos venezuelanos no abrigo, disse que o clima está tranquilo e que alguns venezuelanos estão ajudando nas tarefas diárias. “Eles estão ajudando nas tarefas domesticas do centro. Cozinham, limpam os banheiros e a área externa e cuidam da organização interna”, disse.

Quanto à decisão do TJR, que desobriga a Prefeitura de Boa Vista de prestar auxilio ao centro, os integrantes do CRI discutiram formas de contornar a situação. “Pela medida protetiva do Juiz Parima Veras, cabia à PMBV fornecer café da manhã e internação a crianças indígenas venezuelanas, mas o TJR, após o recurso da Prefeitura de Boa Vista, voltou atrás. Estamos buscando meios de continuar prestando esse auxilio aos venezuelanos”, disse o Coronel Edivaldo Amaral.

Quanto à estrutura do Abrigo, o tenente Emerson Lima disse que busca realizar algumas melhorias no local com doações e parceiros. “Estamos buscando melhorar os serviços prestados pelo Gabinete, através do CRI. Grande parte do que conseguimos até o momento é oriundo de doações da comunidade e de parceiros. Gostaríamos de agradecer a todos que, de alguma forma, estão nos auxiliando”, frisou o tenente Emerson Lima, da Defesa Civil Estadual.

NÚMEROS - Desde a criação do GIGM e a implantação do primeiro Centro de Atendimento ao Migrante já foram cadastrados mais de dois mil venezuelanos, sendo distribuídas cerca de dez mil alimentações e aproximadamente 900 atendimentos médicos e odontológicos.

NÚMEROS DE ATENDIMENTOS NOS CAMs

GIGM   ATENDIMENTOS PERÍODO

Ficha de

Registro

Quantidade de dependentes Quantidade de pessoas Início Término Dias trabalhados
CAM-PACARAIMA 2.144 702 2.846 22/10/2016 16/12/2016 56
CAM - BOA VISTA/SETRABES 84 78 162 26/10/2016 18/12/2016 54
CAM-MÓVEL 10 21 31 17/11/2016 28/11/2016 12
TOTAL 2.238 801 3.039 22/10/2016 18/12/2016 58

Fonte: CEDEC-RR

NÚMEROS DE ATENDIMENTOS NO CRI

CENTRO DE REFERÊNCIA AO IMIGRANTE
SERVIÇO Médico Odontológico Vacinas Dist. de alimentos SINE Outros* TOTAL Média/dia
ATENDIMENTOS 12 0 0 250 0 01 263 -
ACUMULADO 268 356 215 10.422 177 516 11.954 341
Observação: *Corte de cabelo, Terapia. Total de dias trabalhados: 35.

Fonte: CEDEC-RR

0
0
0
s2smodern

logo JRH down