jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

2003 defensora Elceni DiogoOs 300 casais inscritos para participar do casamento comunitário no Parque Anauá, próximo mês de abril, começaram nessa segunda-feira, 20, a formalizar a documentação na Câmara de Conciliação da Defensoria Pública do Estado (DPE), a fim de estarem aptos na oficialização da união estável. Os atendimentos ocorrem das 7h30 às 13h30, na Avenida Capitão Ene Garcez, 1696, bairro São Francisco, até o dia 31 deste mês aos pré-agendados.

Segundo a defensora pública, Elceni Diogo, titular do núcleo de Conciliação, a entrevista realizada junto aos casais e a verificação da legitimidade dos documentos são importantes, porque agiliza o processo de homologação do juiz. “Até o fim do mês, todos os dias receberemos cerca de 40 casais no Núcleo para completar os 300 inscritos. Todos possuem o dia e horário já pré-agendados pela Secretaria Estadual de Trabalho e Bem-Estar Social”, esclareceu a defensora, lembrando que as testemunhas também precisam está presentes.

Elceni enfatizou que os atendimentos estão ocorrendo em conjunto com os Cartórios do 1º e 2º Ofício, Vara da Justiça Itinerante e Ministério Público do Estado. A ação é uma promoção do Governo de Roraima.

A dona de casa, Antonia Rosilene Barroso, uma das mulheres que oficializará a união perante o juiz de paz, esteve na Câmara de Conciliação para deixar tudo pronto para o grande sim. Ela conta que após 30 anos de união com o seu esposo Valmir Gomes, irá, finalmente, selar os laços matrimoniais, pois estava casada apenas no religioso. Segundo ela, o casamento no civil ainda não havia ocorrido ainda por questões financeiras e também burocráticas.

“Algumas vezes até pensamos em ir, mas como o processo é demorado acabávamos desistindo da ideia, e em outras vezes não fomos porque não tínhamos dinheiro. Mas, agora eu resolvi aproveitar essa oportunidade oferecida pelo Estado por pensar que seria mais rápido, e foi o que constatei quando cheguei para ser atendida”, comemorou Rosilene.

Outra que também saiu contente foi Elizane Araújo, que após dez anos de relacionamento, enfim realizará o grande sonho de se casar. “Eu e meu esposo não dávamos prioridade para isso, e sempre íamos deixando para depois, mas agora que apareceu essa chance fizemos a inscrição e como foi tudo muito rápido não deu nem tempo de desistir”, brincou.

O casamento coletivo acontecerá dia 28 de abril, sexta-feira, no Parque Anauá. Horário a confirmar. Além dos casais e familiares também estarão presentes autoridades do estado.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down