Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), por meio da Corregedoria-Geral de Justiça, entregará à comunidade uma sala de coleta de manifestações da Ouvidoria. O evento ocorrerá amanhã (19) a partir das 10h, no pavimento térreo do Fórum Advogado Sobral Pinto e será aberto ao público. 

A nova sala, estrategicamente instalada no Fórum Cível, local que atualmente possui a maior concentração de manifestações, contará com a estrutura necessária para recepção, processamento e acompanhamento das reclamações, sugestões, críticas, denúncias e elogios.

De acordo com o juiz auxiliar da Corregedoria, Rodrigo Furlan, a nova sala faz parte da estratégia de aproximar a Justiça do cidadão. "A Ouvidoria do TJRR tem atuado como elo entre o Poder Judiciário Estadual e a população, como forma de levar ao conhecimento da Corte de Justiça e suas ramificações (incluindo aqui os serviços extrajudiciais) os anseios, dúvidas, reclamações e denúncias da população, buscando respostas e providências para tais demandas, levando-as de volta para o jurisdicionado".

Ainda de acordo com o magistrado, nessa gestão em particular, a Ouvidoria procurou estar mais próxima do cidadão, com as salas de coleta nos Fóruns Sobral Pinto e Evandro Lins e Silva; bem como a implantação, no mês de outubro, do projeto ZapEscuta, que permite que o jurisdicionado envie sua dúvida, reclamação, denúncia, elogio. "Enfim, sua participação por meio do aplicativo WhatsApp, utilizando o número 991156-4460, gerou aumento significativo na participação, diminuindo o tempo de tramitação e facilitando a resposta e o retorno ao cidadão".

COMO PARTICIPAR – Além das salas de coleta e do ZapEscuta, o cidadão pode se manifestar por meio do formulário de internet no site www.tjrr.jus.br , no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., pelos telefones 0800 280 9551 e 3198 4767, nas caixas de coletas localizadas nos fóruns da capital e nas demais comarcas e na própria sede da Ouvidoria localizada no Palácio da Justiça.

Dentre os tipos de manifestações podemos destacar:

SUGESTÃO: proposição de ideia ou formulação de proposta de aprimoramento de políticas e serviços prestados pela Administração;

INFORMAÇÃO: manifestação referente à dúvida sobre o serviço ofertado pelo Poder Judiciário;

ELOGIO: demonstração, reconhecimento ou satisfação sobre o serviço oferecido ou atendimento recebido;

CRÍTICA: demonstração avaliativa sobre um serviço oferecido pela Administração;

RECLAMAÇÃO: demonstração de insatisfação relativa a serviço ou servidor público/magistrado;

DENÚNCIA: comunicação de prática de ato ilícito cuja solução dependa da atuação de órgão de controle interno/censório.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down