Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR), denunciou à Justiça, na última terça-feira, 30/10, Josiel Morais da Silva, pelo feminicídio da sua companheira I.S.Q, ocorrido no município de Iracema. Conforme as investigações conduzidas pela Delegacia de Polícia do município, na noite do dia 23/09, a vítima foi morta dentro de casa com uma facada em frente aos seus 3 filhos pequenos.

Consta na denúncia, protocolada pela Promotoria de Justiça da Comarca de Mucajaí, que Josiel Morais da Silva e a vítima mantinham um relacionamento conturbado o que ocasionou, inclusive, uma prisão anterior do denunciado por violência doméstica. Conforme testemunhas do caso, Josiel não aceitava o término do relacionamento.

O promotor de Justiça Ulisses Moroni Júnior destaca que a vítima, após sofrer o golpe, ainda saiu da residência a procura de ajuda e diante da situação o denunciado empreendeu fuga, sendo capturado apenas no outro dia.

“Infelizmente a vítima é mais uma mulher morta no País pelo companheiro por motivo torpe. A sociedade anseia por justiça e esse tipo de crime não pode ficar impune”, lamenta Ulisses Moroni.

Caso a denúncia seja acolhida pela Justiça, o denunciado poderá ser condenado por homicídio qualificado por feminicídio, praticado na presença de um dos filhos, mediante motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima. A Pena mínima para casos como estes são de 16 anos de reclusão.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down