jrh log
ANO XIV - 1º jornal 100% online de Roraima desde 2014


Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A nova unidade vai evitar o encaminhamento de amostras para para exame fora do Estado

2707 Lacen RRA Secretaria Estadual de Saúde - Sesau está implantando no Laboratório Central - Lacen o setor de biologia molecular. O espaço possibilitará que o diagnóstico de exames que ainda são encaminhados para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, seja realizado aqui em Boa Vista.

Para isso, serão investidos R$ 600 mil em equipamentos, que estão em fase de licitação. Já os insumos laboratoriais serão disponibilizados pelo Ministério da Saúde. O setor terá objetivo inicial de fazer diagnóstico molecular de chikungunya, dengue, zica, influenza A e B, coqueluche, meningites bacterianas, entre outras.

A meta é atender a demanda de análises e evitar o encaminhamento das amostras para fora do estado, como ocorre atualmente, diminuindo os custos e a demora na entrega dos resultados. “O setor vai possibilitar um número muito superior de diagnósticos, em um prazo menor. É extremamente significativo que o resultado seja entregue o quanto antes para que o tratamento seja realizado em tempo oportuno”, informa a diretora técnica do Lacen, Cátia Meneses.

Como parte das ações para implantação do novo setor, o Ministério da Saúde enviou servidores para treinar os profissionais sobre a metodologia. Para o aprimoramento técnico, seis servidores estão participando de um Workshop de Técnicas de Diagnóstico Molecular, ministrado por Joseli de Oliveira Ferreira, da Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz do Rio de Janeiro, e por Stella Maris Chenet Carrasco do Controle e Prevenção de Doenças, de Atlanta-EUA.

Ambas possuem o título de Philosophae Doctor – PhD nas respectivas áreas. O treinamento segue até a quinta-feira, 28 de julho, na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa. As aulas estão acontecendo das 9h às 17h30, com intervalo para o almoço.

OUTROS EXAMES – O Lacen-RR já realiza os exames sorológicos, destinados aos pacientes nos quais os sintomas se manifestam há mais de 5 dias, ocasião em que o exame é feito a partir dos anticorpos produzidos pelo paciente. O que o laboratório ainda não realiza são exames virológicos para os agentes infecciosos e o Setor de Biologia Molecular foi idealizado justamente para atender a essa demanda.

O Lacen faz parte do Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública - Sislab, atuando desde 1984. Periodicamente a unidade passa por auditoria do Ministério da Saúde para garantir a qualidade de análise dos diagnósticos do estado e mensalmente é avaliada pelo Programa Nacional de Controle de Qualidade - PNCQ e em 5 anos consecutivos o Lacen-RR recebeu título de excelência em análises, com um percentual acima de 90% em acertos.

A unidade conta com o trabalho de aproximadamente 100 servidores especializados, entre técnicos e administrativos. O Laboratório está estruturado em duas grandes áreas, a primeira se refere à Biologia Médica, com 10 laboratórios, onde se analisam as amostras de média ou alta complexidades de interesse em vigilância epidemiológica. A segunda é a área da Química e Bromatologia, que trabalha com segmentos de interesse para a vigilância sanitária e ambiental, fazendo o controle de qualidade dos alimentos, água e medicamentos, entre outros.

Além disso, o laboratório possui ações de educação continuada, onde se realizam orientação de estudantes em projetos científicos e é responsável pela supervisão de qualidade de todos os laboratórios do Estado e pela capacitação técnica da rede laboratorial.

O trabalho que vem sendo feito é para implantar métodos de análises mais sensíveis e mais rápidos para os diagnósticos, com intuito de liberar resultados com um tempo hábil, para se atuar no combate das doenças.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down