Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A prefeitura de Boa Vista divulgou o 5º Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti - LIRAa em 6.087 imóveis da capital. O resultado classifica o município com baixo risco, com índice de 0,5 % para transmissão de dengue, zika e chikungunya.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Cláudio Galvão, este tem sido um desafio constante. “Este resultado é fruto de muito trabalho das equipes que estão diariamente nas ruas conscientizando e orientando a população no combate ao mosquito, além de eliminar os possíveis focos. Ainda assim precisamos ficar alertas, para o período de chuvas e redobrar os cuidados”.

A análise dos resultados por bairro demonstra que 51 dos bairros avaliados, 7 se encontram com média infestação e 44 com baixa infestação por Aedes aegypti. Os bairros com média infestação são: Buritis , Psicultura, Asa Branca, Cinturão Verde, Centenário, Jardim Primavera, e Cidade Satélite. Para esses locais, a prefeitura já está planejando ações de bloqueio e eliminação de criadouros de forma mais intensa.

Foram encontradas larvas do mosquito em 32 depósitos, entre eles, caixa d'água, tambor, alvenaria, tonel, barril, vasos, pratos, frascos com plantas, bebedouros e objetos religiosos. O maior índice de infestação de mosquitos ainda encontram-se em depósitos móveis, como vaso, pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais entre outros.

AÇÕES - O trabalho de combate ao mosquito é constante. Além das visitas domiciliares, a prefeitura também continua realizando palestras e mobilizações de educação e saúde em parcerias com as unidades básicas de saúde, escolas, creches e outras instituições. Na última ação de mobilização, realizada em nível nacional, as equipes de agentes de combate as endemias e de saúde visitaram 10.310 imóveis e eliminaram durante a ação, 882 focos, nos bairros Caçari, dos Estados e loteamentos João de Barro, Satélite III, Said Salomão, Monte das Oliveiras, Pedra Pintada e São Bento.

Entre as estratégias de combate ao mosquito, está à visita domiciliar periódica dos agentes de combate às endemias, que orientam os moradores sobre as medidas de prevenção de combate ao Aedes. Além da eliminação mecânica de criadouros e tratamento químico em depósitos não passíveis de remoção ou onde não for possível outra medida física.

0
0
0
s2smodern

logo JRH down